Meteorologia

  • 04 DEZEMBRO 2021
Tempo
14º
MIN 10º MÁX 17º

Edição

Dow Jones fecha em nível recorde em sessão afetada pelas tecnológicas

O índice seletivo Dow Jones Industrial Average fechou hoje em nível inédito na bolsa nova-iorquina, em sessão mitigada e afetada pelo recuo dos títulos tecnológicos, o que não impediu mais uma semana de ganhos, a terceira consecutiva.

Dow Jones fecha em nível recorde em sessão afetada pelas tecnológicas
Notícias ao Minuto

23:20 - 22/10/21 por Lusa

Economia Mercado

Os resultados definitivos da sessão indicam que o Dow Jones avançou 0,21%, para os 35.677,02 pontos, um novo recorde depois do fixado em meados de agosto.

Ao contrário, o tecnológico Nasdaq recuou 0,82%, para as 15.090,20 unidades, enquanto o alargado S&P500 desceu um pouco (0,11%) do recorde da véspera, fechando nas 4.544,90.

"As previsões dececionantes de grandes nomes da tecnologia pesaram sobre o moral dos investidores", realçaram os analistas do Wells Fargo.

Os investidores estiveram também a analisar as declarações do presidente da Reserva Federal (Fed), Jerome Powell, durante uma conferência virtual, onde reafirmou que o tempo da redução da compra de ativos por parte do banco central estava "próximo".

Esta redução progressiva de injeções de liquidez no sistema financeiro, que em muito aproveitou a Wall Stteet, deve estar concluída em meados do próximo ano, repetiu.

Em destaque esteve hoje a Intel, que perdeu 11,68%, depois de ter dececionado os investidores na quinta-feira, ao divulgar depois do fecho da sessão vendas abaixo das expectativas, quando a penúria de componentes eletrónicas continua a afetar este grupo informático.

Uma queda muito superior foi a da Snap, proprietária da rede social Snapchat, que fechou em baixa de 26,60%, arrastando consigo o Nasdaq.

Esta rede social, que apresentou resultados dececionantes, indicou que a alteração dos parâmetros de confidencialidade no sistema de exploração dos iphones da Apple tinha afetado as suas receitas publicitárias.

A esta forte baixa foi associada a apresentada por outros títulos do setor, como Facebook (-5,05%), Twitter (-4,91%) e Google, 'holding' da Alphabet, que recuou 2,91%0.

Apesar deste mau dia das tecnológicas, os três principais índices de Wall Street tiveram uma terceira semana consecutiva de ganhos. O Dow Jones progrediu 1,08%, Nasdaq 1,29% e o S&P500 valorizou 1,65%.

Os investidores consideram até ao momento esta época de resultados relativos ao terceiro trimestre largamente positiva, o que encorajou, realçaram os analistas da Schwab.

Na próxima semana, são esperados os resultados de Facebook, Amazon, UPS, Twitter, Google, Microsoft, Coca Cola e Boeing, entre outros.

Por outro lado, uma SPAC - sigla em Inglês relativa a Special Purpose Acquisition Company, uma empresa sem atividade destinada a comprar outras -- que quer adquirir a futura rede social que Donald Trump quer criar, a Digital World Acquisition (DWA) Corp, teve uma valorização acentuada.

A sua ação, que esteve suspensa várias vezes por volatilidade no Nasdaq, acabou a subir 107,03%.

No mercado obrigacionista, os rendimentos dos títulos do Tesouro a 10 anos baixaram de 1,70% de quinta-feira, para 1,64%.

Leia Também: Wall Street inicia sessão sem uma tendência definida

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Quinto ano consecutivo Escolha do Consumidor para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

;

Receba as melhores dicas de gestão de dinheiro, poupança e investimentos!

Tudo sobre os grandes negócios, finanças e economia.

Obrigado por ter ativado as notificações de Economia ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório