Meteorologia

  • 16 OUTUBRO 2021
Tempo
20º
MIN 15º MÁX 27º

Edição

Esforço fiscal do IRS Jovem deve ser acompanhado por aumento de salários

O secretário de Estado Adjunto e dos Assuntos Fiscais considerou hoje que o esforço fiscal que é feito com o IRS Jovem deve ser acompanhado pelas empresas através de aumento de salários de forma a atrair os jovens.

Esforço fiscal do IRS Jovem deve ser acompanhado por aumento de salários
Notícias ao Minuto

19:27 - 13/10/21 por Lusa

Economia OE2022

"O que queremos é que este seja o complemento que o Estado está a dar para, também ao nível dos rendimentos, as empresas possam aumentar os salários para que os jovens possam encontrar em Portugal o sítio adequado para, de acordo com as suas qualificações, poderem desenvolver aqui o seu talento", referiu o secretário e Estado.

António Mendonça Mendes falava na sessão de abertura da conferência sobre o Orçamento do Estado para 2022 (OE2022), promovida pela Faculdade de Direito da Universidade Católica, em parceria com a KPMG.

Depois de salientar os aspetos do IRS Jovem e o impacto da medida no aumento do salário líquido dos jovens, o secretário de Estado sublinhou que o estímulo fiscal que está a ser dado pelo Estado aos jovens não pode ser usado pelas empresas diminuírem salários, devendo antes de ser acompanhado de um esforço por parte destas para aumentar os salários.

A proposta de OE2022 procede a várias alterações ao IRS Jovem, prevendo que passe a ser de atribuição automática, a abranger rendimentos de trabalho independente e que seja aplicado por cinco anos em vez dos três que estavam inicialmente previstos quando a medida foi lançada.

Passam, além disso, a ser elegíveis todos os jovens, independente do salário que aufiram, já que deixa de haver um teto do rendimento anual.

Dirigido a pessoas com idade entre os 18 e os 26 anos e rendimentos da categoria A e B (dependente e independente, respetivamente), o IRS Jovem abrange os primeiros cinco anos de obtenção de rendimentos do trabalho após o ano da conclusão de ciclo de estudos igual ou superior ao nível 4 [ensino secundário] do Quadro Nacional de Qualificações.

A idade limite pode ser estendida até aos 28 anos, inclusive, no caso de o ciclo de estudos corresponder ao nível 8 do Quadro Nacional de Qualificações (doutoramento), sendo esta outra diferença face ao regime em vigor.

Através do IRS jovem há uma isenção de 30% nos dois primeiros anos de trabalho, de 20% nos dois anos seguintes e de 10% no último ano, com os limites de, respetivamente, 7,5 vezes o valor do Indexante de Apoios Sociais (IAS), 5 vezes o valor do IAS e 2,5 vezes o valor do IAS.

Leia Também: OE2022: Pensões aumentam entre 0,15% e 0,9% no próximo ano

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Quinto ano consecutivo Escolha do Consumidor para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Receba as melhores dicas de gestão de dinheiro, poupança e investimentos!

Tudo sobre os grandes negócios, finanças e economia.

Obrigado por ter ativado as notificações de Economia ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório