Meteorologia

  • 04 DEZEMBRO 2021
Tempo
11º
MIN 10º MÁX 17º

Edição

Bolso dos contribuintes 400 milhões mais vazio à custa de estradas

As subconcessões da Estradas de Portugal (EP) lançadas há cinco anos pelo Executivo de José Sócrates vão começar a pesar no bolso dos contribuintes já este ano. De acordo com o Jornal de Notícias, a empresa vai retirar ao Orçamento do Estado 700 milhões de euros, mais 400 milhões do que no ano passado.

Bolso dos contribuintes 400 milhões mais vazio à custa de estradas

A Estradas de Portugal (EP) tem que começar a pagar os encargos com as subconcessões lançadas por José Sócrates já este ano, aumentando em 400 milhões de euros a fatia que vai retirar ao Orçamento do Estado, perfazendo um total de 700 milhões de euros a entregar à empresa, avança o Jornal de Notícias.

“Em 2014, vamos ter mais despesa e não a conseguimos pagar só com receitas de portagem e com a Contribuição de Serviço Rodoviário (CSR), mesmo estando ambas a crescer. Por isso, ou vamos ter de ser muito criativos ou vamos ter de ir buscar mais dinheiro ao Orçamento do Estado, ou seja, aos contribuintes”, sustentou o presidente da EP, António Ramalho, à mesma publicação.

O responsável apresentou ontem as contas de 2013 e falou sobre as subconcessões rodoviárias lançadas em 2008, que vão custar mais 400 milhões de euros em 2014 e talvez ainda mais em 2015, “porque em pagamento uma outra concessão”.

O financiamento da EP é feito principalmente pela CSR, que incide sobre os combustíveis. Este ano, a CSR aumentou de 66,32 euros para 67 euros por cada mil litros de gasolina e de 89,12 euros para 91 euros para cada mil litros de gasóleo.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Quinto ano consecutivo Escolha do Consumidor para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

;

Receba as melhores dicas de gestão de dinheiro, poupança e investimentos!

Tudo sobre os grandes negócios, finanças e economia.

Obrigado por ter ativado as notificações de Economia ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório