Meteorologia

  • 18 OUTUBRO 2021
Tempo
27º
MIN 16º MÁX 28º

Edição

Wall Street encerra sem rumo em dia de reunião da Reserva Federal

A bolsa nova-iorquina encerrou hoje sem rumo, com o índice seletivo Dow Jones Industrial Average a enfraquecer pela segunda sessão consecutiva, depois da reunião da Reserva Federal (Fed) sobre política monetária e de bons resultados empresariais.

Wall Street encerra sem rumo em dia de reunião da Reserva Federal
Notícias ao Minuto

23:37 - 28/07/21 por Lusa

Economia Wall Street

Os resultados definitivos da sessão indicam que o Dow Jones recuou 0,36%, para os 34.930,80 pontos, e o alargado S&P500 estagnou, com uma desvalorização de 0,02%, para os 4.400,64. Pelo contrário, o tecnológico Nasdaq avançou 0,70%, para as 14.762,58 unidades.

"Se olharmos de forma fria, vê-se que o mercado não mexeu tanto assim, nem hoje, nem esta semana", salientou Karl Haeling, analista do banco LBBW.

A reação dos investidores à reunião da Fed foi ambivalente, depois de esta não ter mencionado qualquer calendário para uma redução do seu apoio à economia.

"Num primeiro momento, as taxas das obrigações subiram um pouco, com os investidores focados numa frase do comunicado final, que sublinhava os progressos da economia", notou Haeling.

Mas as tensões diminuíram "durante a conferência de imprensa, quando Jerome Powell (o presidente da Fed), insistiu na necessidade de a economia fazer ainda mais progressos".

Depois de terem subido para 1,27%, logo a seguir à publicação do comunicado da Fed, os rendimentos das obrigações do Tesouro dos EUA a 10 anos baixavam para 1,22% às 20.00 de Lisboa, depois de 1,24% na véspera.

Segundo Karl Haeling, as expectativas de uma redução das compras de ativos pela Fed poderiam ser adiadas para dezembro-janeiro, quando os investidores as antecipavam para novembro-dezembro.

Ao mesmo tempo, vários resultados de empresas continuaram a ser divulgados. A Facebook, que divulgou uma duplicação dos lucros no segundo trimestre, mas projetou uma perda de velocidade no crescimento, foi penalizada nas transações eletrónicas posteriores ao fecho do mercado, perdendo 3,50%.

"Há uma tendência" da parte dos investidores "de realizarem ganhos, quaisquer que sejam os resultados", sobretudo no setor das tecnologias, avançou o quadro do LBBW.

Por outro lado, vários valores chineses, que têm sofrido fortes desvalorizações, devido a constrangimentos regulamentares de Pequim, estiveram a recuperar, "depois de a China ter sinalizado que não estava satisfeita com a queda das ações chinesas e ter tomado medidas", designadamente reunindo os bancos, "para estabilizar o conjunto", disse Haeling.

Isto permitiu que o designado 'Uber chinês', a Didi, valorizasse 10,32%, o conglomerado do comércio eletrónico Alibaba 5,34% e o da internet Tencent 4,81%.

Leia Também: Wall Street negoceia mista pouco após o início da sessão

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Quinto ano consecutivo Escolha do Consumidor para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Receba as melhores dicas de gestão de dinheiro, poupança e investimentos!

Tudo sobre os grandes negócios, finanças e economia.

Obrigado por ter ativado as notificações de Economia ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório