Meteorologia

  • 20 SETEMBRO 2021
Tempo
24º
MIN 17º MÁX 27º

Edição

Mais de 300 jovens contratados com apoios do Governo dos Açores

Mais de 300 jovens foram contratados nos Açores devido ao apoio do Governo Regional e a expectativa é chegar aos 1.700 contratados até ao fim de 2021, disse hoje o secretário Regional da Juventude, Qualificação e Emprego.

Mais de 300 jovens contratados com apoios do Governo dos Açores
Notícias ao Minuto

21:45 - 13/07/21 por Lusa

Economia Açores

Duarte Freitas (PSD) falava na Assembleia Legislativa Regional dos Açores, que decorre esta semana na cidade da Horta, na ilha do Faial, durante o debate do decreto legislativo regional apresentado pelo PS para majorar os apoios já existentes de incentivo à contratação, que contou com 25 votos a favor do PS mas foi reprovado com 30 votos contra.

"Já mais de 300 jovens foram contratados. A expectativa do Governo é chegar aos 1.700. Podemos até eventualmente ultrapassar", vincou.

Questionado pelo BE sobre a modalidade dos contratos já firmados, o secretário Regional descreveu que, "dos 334 contratos já celebrados, 212 (63%) referem-se a contratos sem termo e 122 a contratos com termo".

"Admito que, a prazo, a percentagem do contratar estável -- os contratos sem termo -- seja maior, porque os apoios são mais musculados. Contudo, se a tendência se inverter, no próximo ano, o Governo está disponível para muscular ainda mais contratos sem termo", garantiu Duarte Freitas.

O deputado do PS Vílson Ponte Gomes apresentou a proposta de majoração de 30% ao atual apoio de incentivo à contratação, para "intensificar e direcionar as empresas para a contratação de jovens", promovendo a estabilidade.

O secretário regional criticou que, para contornar a lei-travão, o PS tenha optado por contemplar a majoração a partir de 2022.

"Perante a nossa disponibilidade para resolver o problema, o PS mete-se num buraco para que jovens não sejam contratados até ao final do ano", alertou Duarte Freitas.

De acordo com o secretário Regional, o efeito multiplicador apresentado pelo PS é "um efeito destruidor do emprego jovem".

"Se o senhor fosse empresário e estivesse a preparar candidatura ao programa de apoio previsto pelo atual Governo Regional, dizendo que seria só a partir de 2022, o senhor contratava? E se fosse o jovem, o que pensaria que dissessem que afinal é só para o ano?", questionou.

Vasco Cordeiro, do PS, considerou que, concordando "com o mérito do diploma", o secretário Regional tinha "receio de que, tendo em conta a formulação, possa haver dilação no tempo dos seus propósitos".

"Está nas suas mãos, senhor secretário. O grupo parlamentar do PS vai até onde pode ir para ajudar os jovens a ultrapassar dificuldades provocadas pela pandemia.

Paulo Estevão, do PPM, observou que os apoios em causa "eram, no máximo, de 15.600 euros" durante a governação socialista.

"Agora, tiveram aumentos substanciais. Mas o PS quer propor acima do que o governo está a propor. E acima do que estava a executar há apenas oito meses", avisou, considerando estar em causa uma medida sem "consistência", que "irá prejudicar os jovens".

"Poderá ter algum efeito eleitoral, mas o efeito prático é prejudicar a criação do emprego jovem", acrescentou.

Pelo BE, o deputado António Lima considerou que a proposta apresentada pelo PS "vai além do aceitável tendo em conta que as medidas excecionais relativamente à pandemia de covid-19 devem ser avaliadas num período relativamente curto".

Por outro lado, para o BE, "o incentivo à contratação a termo certo tem um efeito perverso no combate à precariedade".

"Se não majorasse os contratos a termo, podíamos repensar", explicou o deputado, justificando o voto contra.

A Assembleia Legislativa dos Açores é composta por 57 deputados, sendo que, na atual legislatura, 25 são do PS, 21 do PSD, três do CDS-PP, dois do Chega, dois do PPM, dois do BE, uma da Iniciativa Liberal e um do PAN.

PSD, CDS-PP e PPM, que juntos representam 26 deputados, assinaram um acordo de governação. A coligação assinou ainda um acordo de incidência parlamentar com o Chega e o PSD um acordo de incidência parlamentar com a Iniciativa Liberal (IL).

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Quinto ano consecutivo Escolha do Consumidor para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Receba as melhores dicas de gestão de dinheiro, poupança e investimentos!

Tudo sobre os grandes negócios, finanças e economia.

Obrigado por ter ativado as notificações de Economia ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório