Meteorologia

  • 18 JUNHO 2021
Tempo
20º
MIN 15º MÁX 22º

Edição

Cimeira Social: Qualificação "é essencial" ao crescimento económico

A Confederação Empresarial de Portugal (CIP), que participou na Cimeira Social, defendeu hoje que a qualificação da população "é essencial" para o crescimento económico, vincando que a chave do sucesso coletivo é a adaptação das empresas aos novos métodos.

Cimeira Social: Qualificação "é essencial" ao crescimento económico
Notícias ao Minuto

19:35 - 07/05/21 por Lusa

Economia CIP

"A qualificação da população constitui um pilar essencial para o crescimento económico e para a promoção da coesão social, uma vez que potencia o aumento da competitividade, a modernização das empresas, a produtividade, a empregabilidade e a melhoria das condições de vida e de trabalho", afirmou, em comunicado, o presidente da CIP, António Saraiva.

A Cimeira Social decorreu hoje no Porto com a presença de 24 dos 27 chefes de Estado e de Governo da União Europeia, reunidos para definir a agenda social da Europa para a próxima década.

A CIP participou na preparação, conclusões e compromissos que saíram deste encontro.

De acordo com a confederação, todos os participantes da cimeira consideraram importante manter ativas as políticas públicas de emergência para fazer face ao impacto da pandemia de covid-19, em simultâneo com a modernização do mercado de trabalho e a necessidade de agilizar a formação profissional.

Neste sentido, António Saraiva notou ser "fundamental interiorizar e reconhecer que a sociedade, designadamente, os mercados de trabalho, estão em constante e rápida mutação".

Para o presidente da CIP é necessário que "as empresas se adaptem aos novos produtos, novos métodos de produção, novos mercados, novos padrões de consumo e, especialmente, a um ainda mais acentuado crescimento da concorrência".

Assim, segundo António Saraiva, o reforço da concorrência vai promover uma "nova dinâmica nas empresas e setores", tendo em conta que, além de uma concorrência em termos de custos de produção, haverá uma motivada pela inovação.

No final da cimeira foi assinado o Compromisso Social do Porto, que reflete "o empenho das partes" na implementação do pilar europeu dos direitos sociais.

"Para termos sucesso na implementação do pilar de direitos sociais precisamos primeiro de assegurar a recuperação económica e, para tal, as empresas europeias têm de ter o enquadramento necessário, designadamente para a transição digital e ambiental, tendo em vista o crescimento dos seus negócios e a criação de emprego", considerou.

Leia Também: Reuniões no Infarmed substituíram-se a organismos públicos e até à AR

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Quinto ano consecutivo Escolha do Consumidor para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Receba as melhores dicas de gestão de dinheiro, poupança e investimentos!

Tudo sobre os grandes negócios, finanças e economia.

Obrigado por ter ativado as notificações de Economia ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório