Meteorologia

  • 16 JUNHO 2021
Tempo
19º
MIN 18º MÁX 24º

Edição

OE2020: Despesa com juros da dívida pública caiu 544 milhões

A despesa com juros da dívida pública caiu 544 milhões de euros em 2020 face a 2019, de acordo com um relatório hoje divulgado pela Unidade Técnica de Apoio Orçamental (UTAO).

OE2020: Despesa com juros da dívida pública caiu 544 milhões

"Em 2020, a despesa com juros diminuiu face ao ano anterior. Em termos nominais, a despesa com juros reduziu-se 544 ME [milhões de euros] no conjunto do ano, o que se traduziu numa redução do seu peso no PIB em 0,1 p.p. [pontos percentuais]", pode ler-se num relatório divulgado esta quinta-feira pela UTAO, a que a Lusa teve acesso.

No documento, intitulado Contas das Administrações Públicas: janeiro a dezembro de 2020, pode ainda ler-se que a evolução nos gastos com juros "esteve associada a uma redução na taxa de juro implícita na dívida pública, de 2,5% no último trimestre de 2019 para 2,3% do PIB no mesmo período de 2020".

A descida da despesa com juros aumentou num ano em que "o nível de dívida pública, por sua vez, aumentou", denotam os técnicos que dão apoio aos deputados da Comissão de Orçamento e Finanças (COF).

"Entre o final de 2019 e o final de 2020, a dívida pública aumentou 20,5 mil milhões de euros em termos nominais. Em percentagem do PIB, o nível de dívida elevou-se em 16,8 p.p, para 133,6% do PIB, uma evolução para a qual contribuiu também a redução registada pelo PIB nominal", explica a UTAO.

O relatório hoje divulgado dá também conta que se verificou "uma redução significativa do saldo primário ajustado [sem juros e efeitos extraordinários], que passou a evidenciar um valor deficitário, -- 2,2% do PIB, situando-se 5,9 p.p. [pontos percentuais] do PIB abaixo do excedente registado em 2019".

Em 2020, o saldo negativo das Administrações Públicas em contabilidade nacional ascendeu a 11.501 milhões de euros, traduzindo-se num défice de 5,7% do PIB, um resultado que, segundo nota a UTAO, "excedeu a estimativa para o conjunto do ano apresentada pelo Ministério das Finanças", que era de um défice de 7,3%.

Os cálculos da UTAO referem também que a pandemia de covid-19 custou 2,2% do PIB, correspondentes a 4.541 milhões de euros, ao saldo orçamental português no ano passado.

Leia Também: Pandemia custou 2,2% do PIB às contas públicas em 2020

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Quinto ano consecutivo Escolha do Consumidor para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Receba as melhores dicas de gestão de dinheiro, poupança e investimentos!

Tudo sobre os grandes negócios, finanças e economia.

Obrigado por ter ativado as notificações de Economia ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório