Meteorologia

  • 06 MAIO 2021
Tempo
15º
MIN 14º MÁX 23º

Edição

PRR "menospreza importância" do turismo para economia, diz a CTP

A Confederação do Turismo de Portugal (CTP) considerou hoje que o Plano de Recuperação e Resiliência (PRR) "menospreza a importância" do turismo para a economia, defendendo a inclusão de uma agenda de investigação para a sustentabilidade do setor.

PRR "menospreza importância" do turismo para economia, diz a CTP
Notícias ao Minuto

15:32 - 04/03/21 por Lusa

Economia CTP

"A CTP considera que o Plano de Recuperação e Resiliência apresentado pelo Governo menospreza a importância do turismo para a economia nacional e não reflete qualquer estratégia para a atividade", apontou, em comunicado, a confederação, que apresentou, em sede de consulta pública, um conjunto de propostas a integrar no plano.

Perante o impacto da pandemia no setor, a CTP quer uma "intervenção a curto e médio prazo" para assegurar a recuperação das empresas e do emprego, que deverá ser materializada num plano de recuperação do turismo a integrar no PRR e em articulação com outros instrumentos europeus.

Citado no mesmo documento, o presidente da CTP, Francisco Calheiros, assegurou que o plano "é uma desilusão para o turismo", área que disse ter sido excluída das opções do Governo.

"Este é um cenário que não podemos aceitar", vincou.

Neste sentido, a confederação reivindicou a inclusão no PRR de uma componente de recuperação do turismo, uma agenda de investigação e inovação para a sustentabilidade do setor, uma componente de redução da pegada ecológica, assim como de uma agenda para a acessibilidade e intermodalidade sustentável e um programa de inovação e aprofundamento da transformação digital.

No imediato, a CTP exigiu o alargamento do regime de 'lay-off' simplificado a todas as empresas do turismo, o reforço da dotação do programa Apoiar e a extensão do Apoiar Rendas à vertente não habitacional e aos espaços de centros comerciais, o alargamento dos apoios à mitigação dos custos fixos, a criação de instrumentos para a prorrogação de moratórias e apoio às empresas exportadores de serviços turísticos.

Adicionalmente, a confederação quer o lançamento de uma campanha internacional de promoção para retomar "os níveis de segurança e confiança no destino Portugal" e a capitalização das empresas do turismo.

O PRR tem um período de execução até 2026 e prevê um conjunto de reformas e investimentos para alavancar o crescimento económico.

Leia Também: TAP: CTP quer que se "deixe de discutir na praça pública" reestruturação

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Quinto ano consecutivo Escolha do Consumidor para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Receba as melhores dicas de gestão de dinheiro, poupança e investimentos!

Tudo sobre os grandes negócios, finanças e economia.

Obrigado por ter ativado as notificações de Economia ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório