Meteorologia

  • 22 ABRIL 2021
Tempo
15º
MIN 13º MÁX 20º

Edição

Arrendamento. Preços estão a aliviar no país, mas 'aqui' ainda sobem

Saiba também onde é que os preços das casas para arrendar são mais elevados (e mais baixos).

Arrendamento. Preços estão a aliviar no país, mas 'aqui' ainda sobem

Os preços das casas para arrendar em Portugal caíram 0,6% em fevereiro, fixando-se em 11,1 euros por metro quadrado (m2), de acordo com dados divulgados esta segunda-feira pelo portal idealista. Em comparação com o mesmo mês do ano passado, a descida é de 3%.

Durante o mês de fevereiro, os preços das casas para arrendar desceram na Área Metropolitana de Lisboa (-1%), na Região Autónoma da Madeira (-0,4%) e na Região Autónoma dos Açores (-0,1%), de acordo com um comunicado a que o Notícias ao Minuto teve acesso.

Por outro lado, no Alentejo verificou-se uma maior subida dos preços, de 4,1%, seguida pelo Centro (1%) e Algarve (0,9%). No Norte os preços mantiveram-se estáveis.

Onde é que os preços são mais elevados?

A Área Metropolitana de Lisboa, com 12,7 euros por m2, continua a ser a região mais cara, seguida pelo Norte (9,3 euros por m2), Algarve (9,1 euros por m2), e Região Autónoma da Madeira (8,3 euros por m2).

E mais baixos?

Do lado oposto da tabela, a região Centro (6,4 euros por m2), o Alentejo (6,8 euros por m2) e a Região Autónoma dos Açores (7,5 euros por m2) são as regiões mais baratas, de acordo com os dados daquele portal.

De sublinhar que para o índice de preços imobiliários do idealista são analisados os preços de oferta (com base nos metros quadrados construídos) publicados pelos anunciantes do no portal.

Leia Também: Afinal, quais são as moratórias que acabam já este mês?

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Quinto ano consecutivo Escolha do Consumidor para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Receba as melhores dicas de gestão de dinheiro, poupança e investimentos!

Tudo sobre os grandes negócios, finanças e economia.

Obrigado por ter ativado as notificações de Economia ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório