Meteorologia

  • 15 JUNHO 2021
Tempo
28º
MIN 17º MÁX 32º

Edição

Grandes empresas passadas 'a pente fino' pelo Banco de Portugal

Para evitar problemas futuros com a supervisão do Banco Central Europeu, o Banco de Portugal decidiu ‘passar a pente fino’ as contas de 12 grandes grupos empresariais, na tentativa de perceber se os clientes têm condições de pagar os créditos e se os ativos dados como garantia foram devidamente avaliados, conta o Jornal de Negócios desta quarta-feira.

Grandes empresas passadas 'a pente fino' pelo Banco de Portugal

O Banco de Portugal avançou, no decorrer do último trimestre do ano passado, com auditorias a 12 grandes grupos empresariais, para saber quais delas têm condições de pagar os créditos que contraem e se os ativos dados como garantia foram bem avaliados.

De acordo com o Jornal de Negócios, em causa as empresas Prisa/Média Capital, Impresa, Controlinveste, Ongoing, Soares da Costa, Lacyr, Lena, Promovalor, Artland, Efacec, Grupo SGC e Espírito Santo Internacional.

Desta forma, a instituição liderada por Carlos Costa pretende evitar surpresas com a passagem da supervisão para o Banco Central Europeu e reforçar as imparidades das contas nas quais foram detetadas incongruências.

Nos restantes casos, deu-se um ajuste das próprias empresas, com algumas a adotar planos de desalavancagem e outras a converter créditos em capital.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Quinto ano consecutivo Escolha do Consumidor para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Receba as melhores dicas de gestão de dinheiro, poupança e investimentos!

Tudo sobre os grandes negócios, finanças e economia.

Obrigado por ter ativado as notificações de Economia ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório