Meteorologia

  • 01 DEZEMBRO 2021
Tempo
14º
MIN 6º MÁX 18º

Edição

Alemão Commerzbank vai despedir 10.000 trabalhadores até 2024

O banco alemão Commerzbank, parcialmente nacionalizado, revelou hoje que vai despedir 10.000 trabalhadores até 2024, dos quais 80% até ao final de 2023, e que espera regressar ao lucro operacional no final deste ano.

Alemão Commerzbank vai despedir 10.000 trabalhadores até 2024
Notícias ao Minuto

13:23 - 11/02/21 por Lusa

Economia Bancos

O Commerzbank referiu ainda, em comunicado, que contabilizou um prejuízo de quase 2.900 milhões de euros, devido às provisões e aos custos da reestruturação, que compara com o lucro de 585 milhões de euros em 2019.

No quarto trimestre do ano passado, o banco apresentou um prejuízo de 2.702 milhões de euros, quando no período homólogo do ano anterior tinha contabilizado um prejuízo de 97 milhões de euros.

O segundo banco comercial da Alemanha, que vai encerrar este ano 190 agências bancárias, apresentou um prejuízo operacional de 233 milhões de euros no ano passado, contra um resultado operacional positivo (líquido) de 1.253 milhões de euros em 2019.

Nos próximos quatro anos, o banco vai reduzir substancialmente os custos, prevendo alcançar um lucro operacional de 2.700 milhões de euros e ter um retorno sobre os ativos (ROA) de 7% em 2024, além de prever distribuir dividendos novamente em 2023.

O novo presidente do conselho de administração do Commerzbank, Manfred Knof, afirmou na apresentação dos resultados que o banco "quer ser lucrativo de forma sustentável e moldar o seu destino como sendo uma força independente no mercado bancário alemão".

"Para atingir esse objetivo, precisamos de realizar uma profunda reestruturação nos próximos anos", advertiu o gestor.

A receita de juros (líquida) caiu 1,9% em 2020, para 4.975 milhões de euros, enquanto a receita das comissões (líquida) aumentou 8,4% para 3.317 milhões de euros.

O Commerzbank, por seu lado, criou no ano passado provisões de 1.750 milhões de euros (menos 620 milhões de euros que em 2019) para cobrir as despesas com a reestruturação e crédito malparado devido à pandemia de covid-19.

As despesas operacionais recuaram 2,4% em 2020, para 6.160 milhões de euros, mas os custos de reestruturação somaram 814 milhões de euros, contra 101 milhões no ano anterior.

O Commerzbank apresentou um rácio de capital de melhor qualidade CET1 de 13,2%, contra 13,4% no ano anterior.

Para este ano, o Commerzbank espera que as receitas caiam, mas pretende contrabalançar esta situação com um maior corte nas despesas.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Quinto ano consecutivo Escolha do Consumidor para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Receba as melhores dicas de gestão de dinheiro, poupança e investimentos!

Tudo sobre os grandes negócios, finanças e economia.

Obrigado por ter ativado as notificações de Economia ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório