Meteorologia

  • 26 JANEIRO 2021
Tempo
16º
MIN 15º MÁX 19º

Edição

Concentração em Évora alerta para prejuízos causados na restauração

Cerca de duas dezenas de pessoas concentraram-se hoje em Évora para chamar a atenção do Governo e da câmara municipal para os prejuízos causados pela pandemia de covid-19 nos setores da restauração, hotelaria e comércio.

Concentração em Évora alerta para prejuízos causados na restauração
Notícias ao Minuto

20:01 - 04/12/20 por Lusa

Economia Covid-19

A iniciativa contou com a participação de empresários e trabalhadores dos três setores, que se juntaram na Praça do Giraldo, em pleno centro histórico da cidade, e colocaram velas acesas na escadaria da Igreja de Santo Antão.

"Nesta praça que já esteve cheia e que agora está cheia de nada, as velas representam o luto" pelos negócios que fecharam as portas, afirmou aos jornalistas Tiago Duarte, um dos promotores da iniciativa.

O responsável pediu para que os empresários e trabalhadores da restauração, hotelaria e comércio sejam ouvidos, porque se sentem "abandonados" nesta época de Natal, que "seria chave para os negócios fazerem dinheiro", mas estão "a trabalhar para nada".

Tiago Duarte defendeu o fim da obrigação de os estabelecimentos nos concelhos com maior risco de contágio fecharem, a partir da tarde, aos fins de semana, lembrando que Évora encontra-se "numa situação intermédia, mas não se sabe o dia de amanhã".

"Não aproveitar os fins de semana, que são os dias de maior lucro, é muito difícil", disse, alertando que, com as medidas mais restritivas, "vai ser muito difícil aguentar até ao final do ano e sabemos que muitas empresas no final do mês entregam a chave".

Em relação ao município de Évora, o promotor da concentração sugeriu que siga "medidas que estão a ser criadas por outras câmaras", como o lançamento de 'vouchers' para a restauração, hotelaria e comércio e a promoção dos negócios nas suas plataformas.

Portugal contabiliza pelo menos 4.803 mortos associados à covid-19 em 312.553 casos confirmados de infeção, segundo o último boletim da Direção-Geral da Saúde (DGS).

O país está em estado de emergência desde 09 de novembro e até 08 de dezembro, período durante o qual há recolher obrigatório nos concelhos de risco de contágio mais elevado.

Durante a semana, o recolher obrigatório tem de ser respeitado entre as 23:00 e as 05:00, enquanto nos fins de semana e feriados a circulação está limitada entre as 13:00 de sábado e as 05:00 de domingo, e entre as 13:00 de domingo e as 05:00 de segunda-feira.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Quinto ano consecutivo Escolha do Consumidor para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Receba as melhores dicas de gestão de dinheiro, poupança e investimentos!

Tudo sobre os grandes negócios, finanças e economia.

Obrigado por ter ativado as notificações de Economia ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório