Meteorologia

  • 12 ABRIL 2021
Tempo
15º
MIN 9º MÁX 20º

Edição

TAP: Menos 729 trabalhadores a termo e custos com pessoal cai 200 milhões

Os custos com pessoal da TAP, S.A. diminuíram 39,1% até setembro face ao mesmo período de 2019, correspondendo a 200 milhões de euros, tendo 729 trabalhadores com contratos a termo saído da empresa, segundo os resultados hoje divulgados.

TAP: Menos 729 trabalhadores a termo e custos com pessoal cai 200 milhões

Segundo a demonstração de resultados da TAP, hoje comunicados à Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM), a companhia passou de custos de 511,7 milhões de euros nos três primeiros trimestres de 2019 para 311,7 milhões de euros até setembro deste ano, uma descida de 39,1%.

Já nos números que apenas dizem respeito aos meses de julho, agosto e setembro, "os custos com pessoal foram reduzidos em 49% face a igual período de 2019", pode ler-se no comunicado hoje enviado pela TAP ao mercado.

"Para esta redução contribui também a não renovação de contratos a termo. Até ao final de setembro de 2020, 729 trabalhadores viram os contratos atingir o seu termo e deixaram a TAP", pode ler-se no comunicado.

Segundo os principais indicadores operacionais divulgados pela companhia, no quadro de pessoal ativo, que não inclui pessoal sem colocação e não ativo, a TAP contava com 8.510 trabalhadores em setembro deste ano, menos 429 que os 8.937 no mesmo período de 2019.

"A TAP recorreu ao longo do terceiro trimestre ao Apoio Extraordinário à Retoma Progressiva", com "um mecanismo de redução do horário de trabalho entre 70% e 5%", refere.

A empresa explica que "este novo regime foi um contributo muito importante, mas a natureza temporária deste enquadramento torna imperativa a adoção de soluções permanentes, a serem alcançadas através das negociações com os sindicatos representativos dos trabalhadores da TAP".

O ministro das Infraestruturas e da Habitação, Pedro Nuno Santos, anunciou no parlamento, em 04 de novembro, que "a primeira fase" do plano de reestruturação da TAP estava concluída e que as negociações com os sindicatos iam arrancar.

"A primeira fase do plano de reestruturação está feita, o que nos permite iniciar a negociação com os sindicatos. Esse trabalho vai iniciar-se desde já", disse Pedro Nuno Santos numa audição no parlamento, no âmbito da apreciação na especialidade da proposta de Orçamento do Estado para 2021 (OE2021).

"Temos uma companhia aérea que está sobredimensionada para a realidade atual e temos de conseguir um processo restruturação que garanta que a companhia aérea vai ser viável e sustentável", defendeu Pedro Nuno Santos.

Em 15 de outubro, Pedro Nuno Santos anunciou no parlamento que iriam sair 1.600 trabalhadores do grupo TAP até ao final do ano, tendo já saído 1.200 colaboradores.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Quinto ano consecutivo Escolha do Consumidor para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Receba as melhores dicas de gestão de dinheiro, poupança e investimentos!

Tudo sobre os grandes negócios, finanças e economia.

Obrigado por ter ativado as notificações de Economia ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório