Meteorologia

  • 28 NOVEMBRO 2020
Tempo
14º
MIN 9º MÁX 17º

Edição

PCP/Madeira apresenta protesto pelo corte de 3,9% nas verbas do POSEI

O PCP/Madeira considera inaceitável a decisão da União Europeia de cortar 3,9% das verbas do POSEI - Programa de Opções Específicas para o Afastamento e a Insularidade nas Regiões Ultraperiféricas e vai apresentar um voto de protesto no parlamento regional.

PCP/Madeira apresenta protesto pelo corte de 3,9% nas verbas do POSEI
Notícias ao Minuto

18:13 - 24/10/20 por Lusa

Política Madeira

"Este corte, que acresce aos cortes já anunciados na política de coesão e na Política Agrícola Comum, é inaceitável e confirma as erradas prioridades da União Europeia, cada vez mais afastadas das necessidades dos estados-membros", refere o partido, em comunicado divulgado hoje.

Os comunistas sublinham que o corte previsto para a Madeira e os Açores é apresentado a preços correntes, pelo que, ao ser ajustado pela inflação, será "muito maior".

"É essencial referir que, já em 2018, a Comissão Europeia propôs um corte de 3,9% em todos os programas de apoio às regiões ultraperiféricas", refere o comunicado, indicado que, nessa altura, o PCP alertou para o facto dos impactos negativos da medida.

Os comunistas madeirenses realçam que o corte de 3,9%, a ser concretizado, terá "consequências profundamente negativas" para as regiões autónomas da Madeira e dos Açores e para as suas populações e economias locais e regionais.

"Tendo em conta o ataque que está a ser feito por parte da União Europeia aos interesses das regiões ultraperiféricas, em particular à Região Autónoma da Madeira, o PCP vai apresentar na Assembleia Legislativa um voto de protesto contra a decisão da União Europeia em aplicar um corte de 3,9% no POSEI", lê-se no comunicado.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo quarto ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório