Meteorologia

  • 03 AGOSTO 2020
Tempo
20º
MIN 17º MÁX 28º

Edição

Covid-19: Receita do jogo em Macau cai 94,5% em julho

As receitas do jogo em Macau caíram 94,5% em julho, em relação a igual período de 2019, dados hoje divulgados pela Direção de Inspeção e Coordenação de Jogos (DICJ).

Covid-19: Receita do jogo em Macau cai 94,5% em julho
Notícias ao Minuto

09:28 - 01/08/20 por Lusa

Economia Covid-19

Os números apontam ainda que nos primeiros sete meses do ano as perdas dos casinos em relação ao ano anterior foram de 79,8%, um resultado que se justifica pelo impacto da pandemia do novo coronavírus, num território com fortes restrições nas fronteiras para conter a covid-19.

Se em julho de 2019 as operadoras que exploram o jogo no antigo território administrado por Portugal tinham arrecadado 134,4 mil milhões de patacas (14,3 mil milhões de euros), agora a receita bruta ficou-se pelos 24,4 mil milhões de patacas (2,6 mil milhões de euros).

De acordo com a DICJ, contudo, o mês de julho não foi o pior do ano. No mês anterior os casinos já haviam registado uma queda de 97% das receitas, angariando apenas 716 milhões de patacas (76,1 milhões euros), menos cerca de 23 mil milhões de patacas (2,45 mil milhões de euros) do que em junho de 2019.

Os casinos de Macau fecharam 2019 com receitas de 292,4 mil milhões de patacas (cerca de 31,1 mil milhões de euros).

Com os vistos turísticos da China para Macau suspensos, o número de visitantes provenientes do interior da China chegou a cair em maio 99,4%, em termos anuais.

Os casinos chegaram mesmo a fechar cerca de 15 dias em fevereiro e os últimos resultados das operadoras apontam para prejuízos na ordem das centenas de milhões de euros.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo quarto ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Receba as melhores dicas de gestão de dinheiro, poupança e investimentos!

Tudo sobre os grandes negócios, finanças e economia.

Obrigado por ter ativado as notificações de Economia ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório