Meteorologia

  • 28 SETEMBRO 2021
Tempo
17º
MIN 16º MÁX 23º

Edição

AdC recomendou à FPF que se abstenha de limitar salários das jogadoras

Trata-se de uma prática punível perante a Lei da Concorrência, sublinha a AdC.

AdC recomendou à FPF que se abstenha de limitar salários das jogadoras

A Autoridade da Concorrência (AdC) anunciou, esta sexta-feira, que recomendou à Federação Portuguesa de Futebol (FPF) que se abstenha de limitar a massa salarial das jogadoras na Liga BPI 2020/2021, por entender que essa é uma prática punível pela Lei da Concorrência. 

"A AdC recomendou à Federação Portuguesa de Futebol que esta se abstenha de limitar a massa salarial das jogadoras na versão final do Regulamento da Liga BPI 2020/2021, bem como de incluir qualquer outra norma do mesmo teor, uma vez que se trata de uma prática punível perante a Lei da Concorrência", refere a AdC, em comunicado. 

De recordar que as jogadoras de futebol feminino em Portugal criaram o movimento 'Futebol Sem Género' contra o limite salarial de 550 mil euros que FPF estabeleceu aos planteis do principal escalão, que acusam de ser "discriminatório".

A AdC refere ainda que, além da recomendação, "continuará a seguir de muito perto o setor, os mercados e os comportamentos dos diversos agentes económicos em causa, não hesitando em atuar, fazendo uso dos seus poderes sancionatórios, sempre e na medida em que detete condutas oportunistas com vista à exploração do contexto da crise Covid-19 tendentes a alcançar objetivos de cooperação ou colusão não essenciais, bem como a ocorrência de quaisquer outras práticas restritivas da concorrência", pode ler-se. 

A medida, que será, posteriormente, parcialmente revertida, visa a médio prazo apoiar os clubes, que podem ser especialmente afetados, numa fase em que ainda se desenvolvem, pelos efeitos colaterais à pandemia da Covid-19.

Das 329 jogadoras inscritas na Liga feminina, competição que tem o estatuto de não profissional, contam-se 259 amadoras e 70 profissionais, que alinham em cinco clubes (Benfica, Sporting, Sporting de Braga, Ouriense e Marítimo).

O campeonato feminino de futebol terá mais oito equipas na próxima época, de 2020/21, passando de 12 para 20 clubes, informou em 6 de maio a FPF.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Quinto ano consecutivo Escolha do Consumidor para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Receba as melhores dicas de gestão de dinheiro, poupança e investimentos!

Tudo sobre os grandes negócios, finanças e economia.

Obrigado por ter ativado as notificações de Economia ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório