Meteorologia

  • 31 MAIO 2020
Tempo
27º
MIN 19º MÁX 29º

Edição

Wall Street fecha em alta clara, apesar da subida acentuada do desemprego

A bolsa nova-iorquina encerrou hoje em clara alta, depois da aprovação pelo Senado de um plano de relançamento da economia dos EUA e apesar de uma acentuada subida do desemprego no país.

Wall Street fecha em alta clara, apesar da subida acentuada do desemprego
Notícias ao Minuto

21:46 - 26/03/20 por Lusa

Economia Bolsas

Os resultados definitivos da sessão indicam que o índice seletivo Dow Jones Industrial Average valorizou 6,38%, para os 22.552,17 pontos.

Graças a esta progressão, a terceira consecutiva, o índice mais emblemático de Wall Street saiu do designado mercado urso ('bear market'), para onde tinha caído há duas semanas. Esta expressão, do jargão bolsista, é usada quando o Dow Jones cai 30% em relação ao seu último recorde.

Já o tecnológico Nasdaq avançou 5,60%, para as 7.797,54 unidades, e o alargado S&P500 ganhou 6,24%, para as 2.630,07.

Os investidores demonstraram assim quererem ignorar a subida inédita das inscrições no fundo de desemprego nos EUA.

As inscrições semanais para o subsídio de desemprego atingiram na semana passada um máximo histórico, ao subirem a 3,3 milhões de pessoas inscritas, segundo os números divulgados hoje pelo Departamento do Trabalho.

Esta quantidade de pessoas inscritas representa uma subida de três milhões em relação aos 300 mil que estavam inscritos ma semana antes, uma subida nunca vista.

Patrick O'Hare, da Briefing.com, lembrou que "já te tinha falado muito do facto de estes números irem ser maus, o que atenuou um pouco a onda de choque" provocada pela publicação do relatório.

Este analista considerou que os investidores vão continuar sob pressão e avisou que as estatísticas a atestarem o brusco arrefecimento da primeira economia mundial vão acumular-se nas próximas semanas.

Entretanto, os investidores ficaram tranquilizados com a adoção pelo Senado, na última madrugada, de um vasto plano de relançamento da economia dos EUA, que prevê medidas quantificadas em dois biliões (milhão de milhões) de dólares (1,8 biliões de euros).

Este texto tem agora de ser aprovado pela Câmara dos Representantes, votação esta que está prevista ocorrer na sexta-feira, após o que deve ser promulgado pelo Presidente norte-americano.

O'Hare também realçou o facto de a subida de hoje estar ligada a um "reequilíbrio de carteiras (de investimento) com a aproximação do fim do trimestre".

"Os investidores que tinham demasiadas ações venderam-nas para colocar o seu dinheiro em ações", detalhou.

Por outro lado, "este movimento não se refletiu necessariamente no mercado obrigacionista, porque a Reserva Federal comprou numerosas obrigações do Tesouro", adiantou o analista.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo quarto ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Receba as melhores dicas de gestão de dinheiro, poupança e investimentos!

Tudo sobre os grandes negócios, finanças e economia.

Obrigado por ter ativado as notificações de Economia ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório