Meteorologia

  • 13 MAIO 2021
Tempo
13º
MIN 12º MÁX 22º

Edição

Economistas da Católica prevêem queda do PIB entre 4% e 20% em 2020

A economia portuguesa deverá entrar em recessão este ano devido ao impacto da covid-19, segundo economistas da Católica, que estimam uma contração do PIB entre 4% e 20% em 2020, apontando para um cenário central de queda de 10%.

Economistas da Católica prevêem queda do PIB entre 4% e 20% em 2020
Notícias ao Minuto

16:14 - 23/03/20 por Lusa

Economia Covid-19

O Católica Lisbon Forecasting Lab/NECEP divulgou hoje a sua nova estimativa de crescimento económico para Portugal em 2020 ao longo de três cenários: um cenário central em que a fase crítica da epidemia dura cerca de três meses, um cenário pessimista em que o controlo da epidemia dura seis meses e um cenário otimista em que essa fase crítica não se prolonga muito para além de abril.

No cenário mais pessimista, os economistas estimam uma queda do Produto Interno Bruto (PIB) de 20% e uma taxa de desemprego de 13,5% para Portugal, enquanto na zona euro a economia deverá cair 10%.

Para o cenário central é estimada uma contração do PIB da ordem dos 10% e uma taxa de desemprego de 10,4%, enquanto a economia da zona euro deverá contrair 5%.

Os economistas da Católica estimam que, no cenário mais otimista, o PIB irá cair 4% em 2020 e que a taxa de desemprego será de 8,5% em Portugal, contra uma retração económica de 1,1% na zona euro.

O cenário mais otimista tem em consideração "medidas adicionais e mais incisivas para além daquelas já anunciadas pelo Governo".

"Qualquer um dos cenários corresponderá a um agravamento significativo do desemprego e em termos de perda do rendimento das famílias", sublinha o núcleo de economistas da Católica.

"Os únicos setores da economia com alguma proteção de emprego e rendimento são as administrações públicas, as franjas da sociedade delas dependentes e os setores considerados estratégicos no abastecimento de bens e serviços essenciais e a sua logística", afirmam os economistas.

No entanto, sublinham, "mesmo esses setores estão sujeitos a um risco de contração de atividade já que parte da procura produzida pode vir a não ser vendida nem paga por dificuldades de tesouraria por parte dos seus clientes diretos".

O Núcleo de Estudos de Conjuntura da Economia Portuguesa prevê ainda que as autoridades estatísticas "terão dificuldades em calcular o crescimento económico do primeiro e segundo trimestres do ano".

"Como esta crise se abateu sobre Portugal apenas em meados de março, os dados do 1.º trimestre podem vir a transmitir, ainda, uma ideia de normalidade ou de uma quebra relativamente pequena face aos desenvolvimentos dramáticos dos últimos dias", antecipam os economistas.

A pandemia da covid-19 "criou uma disrupção generalizada na economia mundial" e subsiste uma "elevada incerteza sobre a dimensão e a duração da contração", sublinha o núcleo de estudos, afirmando que se está perante "uma crise de características ímpares, marcada por um duplo choque do lado da oferta e do lado da procura".

"Neste contexto, as decisões governamentais e dos bancos centrais influenciarão significativamente a atividade económica no curto prazo", defendem os economistas.

O novo coronavírus, responsável pela pandemia da covid-19, já infetou mais de 341 mil pessoas em todo o mundo, das quais mais de 15.100 morreram.

Em Portugal, há 23 mortes e 2.060 infeções confirmadas, segundo o balanço feito hoje pela Direção-Geral da Saúde.

Portugal encontra-se em estado de emergência desde as 00:00 de quinta-feira e até às 23:59 de 2 de abril.

Notícias ao Minuto nomeado para os Prémios Marketeer

O Notícias ao Minuto é um dos nomeados da edição de 2021 dos Prémios Marketeer, na categoria de Digital Media. As votações decorrem até ao próximo dia 31 de maio.

Para nos ajudar a vencer, basta aceder ao site da iniciativa organizada pela revista Marketeer, clicando aqui, e proceder ao preenchimento do formulário, selecionando Notícias ao Minuto na categoria de Digital Media e formalizando depois a votação. Obrigada pela sua preferência!

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Quinto ano consecutivo Escolha do Consumidor para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Receba as melhores dicas de gestão de dinheiro, poupança e investimentos!

Tudo sobre os grandes negócios, finanças e economia.

Obrigado por ter ativado as notificações de Economia ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório