Meteorologia

  • 01 ABRIL 2020
Tempo
11º
MIN 7º MÁX 14º

Edição

Líder da CGTP recusa visão "cor-de-rosa" da situação laboral em Portugal

Isabel Camarinha assinalou a "primeira ação de rua" como secretária geral da CGTP no piquete de greve dos estivadores do porto de Lisboa recusando a visão "cor-de-rosa" do Governo sobre a situação laboral portuguesa.

Líder da CGTP recusa visão "cor-de-rosa" da situação laboral em Portugal
Notícias ao Minuto

12:16 - 27/02/20 por Lusa

Economia Isabel Camarinha

"Antevejo muita luta. O que nós vemos é que os trabalhadores têm baixíssimos salários. Somos um país com um modelo de baixos salários o que é completamente inaceitável e temos uma situação em que existe cada vez mais precariedade nos vínculos laborais", disse à Lusa Isabel Camarinha.

Para a nova secretária geral da CGTP, a criação de emprego em Portugal é caracterizada por vínculos precários, "longas horas de trabalho, com horários desregulados" o que exige, defende, a redução do horário de trabalho para as 35 horas e a regulação dos horários de trabalho.

Camarinha sublinha que "não há investimento" nos serviços públicos ao mesmo tempo em que se assiste à "desvalorização" da Administração Pública e à "degradação" dos serviços por falta de investimento.

"Depois há essa visão cor-de-rosa em que o Governo acha que está tudo bem, que não há problema nenhum: tem excedente orçamental e dá milhões e milhões aos bancos, nomeadamente ao Novo Banco", acusa.

"Consideramos que as opções que estão a ser tomadas são as opções erradas, não vão ao encontro das necessidades nem do país e nem dos trabalhadores. O que exigimos é um aumento geral dos salários para todos os trabalhadores -- setor público e setor privado - e o aumento salarial de 90 euros, este ano, e um salário mínimo de 850 euros no mais curto prazo", disse ainda a secretária geral da CGTP.

Antes do Dia do Trabalhador, a central sindical vai mobilizar-se para assinalar o dia Internacional da Mulher (08 de março) com ações em locais de trabalho por todo o país, "em defesa da igualdade e dos direitos das mulheres trabalhadoras".

No dia 26 de março a CGTP organiza a "Manifestação dos Jovens Trabalhadores" pela luta contra a precariedade e de trabalho com direitos.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo quarto ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Receba as melhores dicas de gestão de dinheiro, poupança e investimentos!

Tudo sobre os grandes negócios, finanças e economia.

Obrigado por ter ativado as notificações de Economia ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório