Meteorologia

  • 10 ABRIL 2020
Tempo
19º
MIN 13º MÁX 21º

Edição

Covid-19: Ouro sobe e mantém-se em máximos desde março de 2013

O ouro atingiu hoje um novo máximo dos últimos sete anos, estando a consolidar-se como ativo de refúgio num período de incerteza para a economia mundial devido ao possível impacto do surto do coronavírus na China.

Covid-19: Ouro sobe e mantém-se em máximos desde março de 2013
Notícias ao Minuto

13:09 - 20/02/20 por Lusa

Economia Ouro

Cerca das 12:00 em Lisboa, a onça de ouro estava a cotar-se acima dos 1.616 dólares, o valor mais alto desde março de 2013.

Segundo um comentário de Daniel Briesemann, do Commerzbank, citado pela EFE Dow Jones, o ouro "está a ser impulsionado principalmente pela sólida procura de investidores".

Os investidores acreditam que a reserva federal dos Estados Unidos e outros bancos centrais poderão descer as taxas de juro se o surto do Covid-19 afetar o crescimento mundial.

Outro operador citado pela Efe, Adam Vettese, da eToro, sublinha que o ouro e o dólar estão a ser os grandes vencedores da crise do coronavírus, enquanto as empresas relacionadas com o consumo, como a Apple ou a Adidas, já começaram a sofrer.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo quarto ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Receba as melhores dicas de gestão de dinheiro, poupança e investimentos!

Tudo sobre os grandes negócios, finanças e economia.

Obrigado por ter ativado as notificações de Economia ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório