Meteorologia

  • 31 MARçO 2020
Tempo
12º
MIN 6º MÁX 14º

Edição

Efacec esclarece: Salários e compromissos da empresa não estão em causa

Esclarecimento da empresa vem no seguimento de Isabel dos Santos ter dito que o arresto das suas contas em Portugal poderá colocar em causa o pagamento de salários aos seus funcionários.

Efacec esclarece: Salários e compromissos da empresa não estão em causa

A Efacec diz que o pagamento de salários aos funcionários e o cumprimento dos compromissos da empresa não estão em causa, depois de a empresária Isabel dos Santos ter alertado que o arresto das suas contas em Portugal está a impedir o pagamento de salários, a fornecedores e impostos, alertando para as consequências.

"A Efacec tem uma gestão independente e reúne todas as condições para honrar os compromissos acordados com todos os seus colaboradores e fornecedores, não estando colocada a possibilidade de não pagamento de salários ou incumprimento dos seus compromissos", refere a administração da Efacec, em comunicado enviado às redações

Em causa está o facto de a empresária Isabel dos Santos ter dito, em comunicado enviado à agência Lusa, que "contrariamente ao que aconteceu em Angola", com o arresto decretado no final de dezembro pelo tribunal de Luanda, em Portugal a "justiça entendeu arrestar e congelar contas bancárias, bloqueando todo e qualquer movimento".

Isabel dos Santos já revelou a sua intenção de se retirar do capital da Efacec, mas a saída ainda não foi concretizada, apesar de a presidente da Câmara de Matosinhos ter dito que "rapidamente se procederá" à venda

Seja como for, a Efacec esclarece que a empresa e os seus acionistas "são entidades distintas" e, ainda, que está "focada na gestão operacional do dia-a-dia e a equipa de gestão está, em conjunto com diversos stakeholders [partes interessadas], a apoiar a reestruturação acionista, para que esta se realize com a maior brevidade possível", pode ler-se no mesmo comunicado. 

O Ministério Público requereu o arresto de contas bancárias da empresária Isabel dos Santos, "no âmbito de pedido de cooperação judiciária internacional das autoridades angolanas", confirmou a 11 de fevereiro, a Procuradoria-Geral da República portuguesa. 

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo quarto ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Receba as melhores dicas de gestão de dinheiro, poupança e investimentos!

Tudo sobre os grandes negócios, finanças e economia.

Obrigado por ter ativado as notificações de Economia ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório