Meteorologia

  • 26 FEVEREIRO 2020
Tempo
10º
MIN 9º MÁX 17º

Edição

Turismo bate recorde. Portugal registou 27 milhões de hóspedes em 2019

O mercado britânico foi o principal emissor de turistas para território nacional, segundo o INE.

Turismo bate recorde. Portugal registou 27 milhões de hóspedes em 2019

O ano passado voltou a ser de crescimento (e de recorde) para o setor do turismo. Os dados divulgados pelo Instituto Nacional de Estatatística (INE) revelam que no ano passado Portugal recebeu 27 milhões de hóspedes, mais 7,3% do que no ano anterior, tendo registado 69,9 milhões de dormidas. 

"O mercado interno contribuiu com 21,1 milhões de dormidas (+6,2%; +6,9% em 2018) e os mercados externos com 48,8 milhões de dormidas (+3,3%; +1,8% em 2018). Os proveitos totais aumentaram 7,3% e os de aposento 7,1% (+8,3% e +9,3% em 2018)", pode ler-se no comunicado do INE

Além disso, o rendimento médio por quarto disponível (RevPAR) aumentou 2,0% para 49,4 euros (+3,8% em 2018), ainda segundo os dados da agência de estatística. 

Os turistas britânicos continuaram a ser os que mais visitaram o território nacional no ano passado, sendo que representaram "19,2% das dormidas de não residentes". 

No mês de dezembro, o setor do alojamento turístico registou 1,6 milhões de hóspedes e 3,5 milhões de dormidas, correspondendo a variações de +10,2% e +8,2%, respetivamente (+12,6% e +7,4% em novembro, pela mesma ordem). As dormidas de residentes cresceram 4,6% (+14,7% em novembro) e as de não residentes aumentaram 10,4% (+4,3% no mês anterior).

Leia Também: 'Destinos Europeus do Ano': Cascais no top 5

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo quarto ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Receba as melhoras dicas de gestão de dinheiro, poupança e investimentos!

Tudo sobre os grandes negócios, finanças e economia.

Obrigado por ter ativado as notificações de Economia ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório