Meteorologia

  • 10 DEZEMBRO 2019
Tempo
11º
MIN 7º MÁX 15º

Edição

Bancos têm de cobrar preços adequados e evitar subsidiação cruzada

O governador do Banco de Portugal disse hoje que os bancos têm de assegurar que cobram preços justos pelos serviços que prestam e que não haja clientes a pagarem um preço abaixo do que deveriam e outros acima para compensar.

Bancos têm de cobrar preços adequados e evitar subsidiação cruzada
Notícias ao Minuto

10:21 - 22/11/19 por Lusa

Economia Bancos

"A conta de exploração de um sistema bancário tem custos que têm de ser cobertos, a questão é se o 'pricing' reflete o serviço prestado ou se há subsidiação cruzada com agentes económicos a pagarem mais do que deviam e outros a pagarem menos", afirmou Carlos Costa, na Money Conference, em Lisboa.

Segundo o responsável máximo do supervisor e regulador bancário, "cabe ao sistema bancário assegurar a transparência e um 'pricing' adequado ao serviço que presta".

O aumento das comissões pelos bancos é um tema que tem sido muito falado no setor bancário, com os bancos a tentarem compensar por esta via perdas noutras receitas, como na margem financeira (diferença entre juros pagos nos depósitos e recebidos no crédito).

Especialmente polémico tem sido o aumento das comissões bancárias pela Caixa Geral de Depósitos (CGD). Em 09 de novembro, o presidente executivo, Paulo Macedo, considerou "populismo" o tema das comissões no banco público e referiu que a CGD está mesmo "muito aquém nas comissões, muito aquém" quanto às metas de receitas nesta rubrica definidas no plano estratégico.

As comissões cobradas pelos bancos são referentes a comissões relacionadas com a atividade de retalho (por exemplo, gestão de conta ou crédito), mas também comissões associadas a operações em mercado de capitais (por exemplo, gestão de investimentos em instrumentos financeiros).

Segundo a definição do Banco de Portugal (BdP), que consta do relatório Séries Longas para o Sistema Bancário Português, divulgado esta semana, "designa-se por subsidiação cruzada o facto de certos serviços prestados por uma determinada empresa apresentarem um preço que não reflete o respetivo custo, o que é compensado em termos de geração de receitas pela cobrança de preços com elevada margem noutro serviço", considerando que "esta situação só é possível de sustentar em mercados com reduzido nível de concorrência".

A Money Conference é organizada pelo jornal Dinheiro Vivo e a rádio TSF.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Receba as melhoras dicas de gestão de dinheiro, poupança e investimentos!

Tudo sobre os grandes negócios, finanças e economia.

Obrigado por ter ativado as notificações de Economia ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório