Meteorologia

  • 15 JUNHO 2019
Tempo
16º
MIN 15º MÁX 17º

Edição

Armando Vara: Se fosse hoje, "ninguém teria aprovado aquelas operações"

O antigo administrador da CGD Armando Vara disse que os créditos que foram concedidos pelo banco público, no contexto atual não tinha recebido 'luz verde'.

Armando Vara: Se fosse hoje, "ninguém teria aprovado aquelas operações"

O antigo administrador da CGD Armando Vara disse, esta sexta-feira, que as decisões que deram 'luz verde' aos empréstimos da Caixa se fossem hoje não teriam acontecido. "Ninguém teria aprovado aquelas operações se as tivesse olhado no contexto de hoje", disse Vara, no Parlamento.

"Não pense que todas aquelas decisões foram tomadas de ânimo leve", disse o antigo administrador da CGD Armando Vara, em resposta às questões colocadas pelos deputados.

"Se tivéssemos imaginado que algum daqueles créditos não iria ser honrado, não o tínhamos concedido. O que aconteceu é que houve uma crise nas finanças internacionais a que Portugal não podia ficar imune", adiantou ainda. 

Vara disse logo no início da audição que não vai responder a questões sobre o financiamento ao Vale do Lobo, mas adiantou que toda a administração da CGD deu 'luz verde' ao empréstimo

O ex-administrador da CGD Armando Vara é ouvido esta sexta-feira na segunda comissão parlamentar de inquérito à recapitalização e gestão do banco, depois de os deputados terem recusado o seu pedido para não comparecer no Parlamento.

A 7 de junho foi dada a conhecer uma carta dos representantes de Armando Vara, que está preso em Évora, em que pedia para não comparecer na comissão parlamentar de inquérito ao banco público, invocando "a situação em que se encontra" e falta de acesso a informação.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Receba as melhoras dicas de gestão de dinheiro, poupança e investimentos!

Tudo sobre os grandes negócios, finanças e economia.

Obrigado por ter ativado as notificações de Economia ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório