Meteorologia

  • 16 JULHO 2019
Tempo
21º
MIN 19º MÁX 23º

Edição

Combustíveis: EDP Distribuição acionou plano com medidas excecionais

A EDP Distribuição anunciou hoje que acionou o seu plano operacional de atuação em crise, que prevê a adoção de medidas excecionais para garantir resposta em circunstâncias de urgência e de avaria.

Combustíveis: EDP Distribuição acionou plano com medidas excecionais
Notícias ao Minuto

00:58 - 18/04/19 por Lusa

Economia Medidas

"Na sequência do Governo ter declarado a "situação de alerta" de crise energética, a EDP Distribuição acionou, desde a meia-noite do dia 17 de abril [quarta-feira], o seu Plano Operacional de Atuação em Crise, que prevê a adoção de medidas excecionais de gestão de recursos de forma a conseguir responder a circunstâncias de urgência e de avaria, em particular unidades críticas e cidadãos com necessidades especiais", refere em comunicado enviado à agência Lusa.

A EDP Distribuição explica que os constrangimentos a nível do abastecimento de combustível afetam "não só os cerca de 2.300 veículos da EDP Distribuição, mas também os 1.500 pertencentes aos prestadores de serviço" que percorrem o país para a realização dos trabalhos normais da atividade de distribuição de energia elétrica.

"A EDP Distribuição irá colocar cerca de 100 veículos elétricos em pontos estratégicos para auxílio à gestão da rede e condicionar as suas infraestruturas de recurso, como sejam geradores e centrais móveis a situações prioritárias", salienta, acrescentando que se mantém em articulação com as estruturas locais e nacionais para "garantir o abastecimento de combustível à frota operacional".

A greve começou às 00:00 de segunda-feira e foi convocada pelo Sindicato Nacional de Motoristas de Matérias Perigosas, por tempo indeterminado, para reivindicar o reconhecimento da categoria profissional específica.

Face à escassez de combustíveis, o Governo declarou a "situação de alerta" e, na quarta-feira à noite, definiu uma rede de 310 postos prioritários que ficam obrigados a reservar 20% do seu combustível para uso exclusivo das entidades prioritárias.

Nesses postos prioritários, o abastecimento do público em geral está limitado a 15 litros de gasolina ou gasóleo por veículo.

As entidades prioritárias são as Forças Armadas, as forças de segurança e os agentes de proteção civil, os serviços de emergência médica e transporte de medicamentos, as entidades públicas ou privadas que prestam serviços públicos, designadamente transporte coletivo de passageiros, recolha de resíduos urbana e limpeza urbana, serviços de água, energia e telecomunicações, bem como entidades que asseguram o transporte de pessoas portadoras de deficiência.

Em caso de necessidade, os postos prioritários podem "requerer a presença de elementos das forças de segurança", segundo um despacho do Governo.

A PSP anunciou o reforço do policiamento em cerca de 400 postos de abastecimento de combustíveis, em articulação com a GNR, para prevenir perturbações da ordem pública e no trânsito, nos aeroportos e refinarias, num total de mais de mil elementos destacados.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Receba as melhoras dicas de gestão de dinheiro, poupança e investimentos!

Tudo sobre os grandes negócios, finanças e economia.

Obrigado por ter ativado as notificações de Economia ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório