Meteorologia

  • 22 MARçO 2019
Tempo
10º
MIN 8º MÁX 12º

Edição

Vice-presidente para África do Banco Mundial "muito otimista" com futuro

O vice-presidente para África do Banco Mundial (BM) disse estar "muito otimista" em relação a Angola, apontando que a instituição financeira está "muito orgulhosa" de ser sua parceira, no final da visita que efetuou ao país.

Vice-presidente para África do Banco Mundial "muito otimista" com futuro
Notícias ao Minuto

11:08 - 16/03/19 por Lusa

Economia Angola

Segundo o comunicado final da deslocação de Hafez Ghanem, divulgado hoje pelo Ministério das Finanças angolano, o responsável para África do BM reiterou o compromisso de continuar a apoiar Angola através projetos e programas de financiamentos que "refletem as prioridades estratégicas do Governo".

"Saio de Angola com muito otimismo sobre o futuro do país. Senti muito comprometimento e vontade dos membros do executivo, da sociedade civil e das comunidades visitadas em trabalharem para o alcance do desenvolvimento económico e erradicação da pobreza. O BM sente-se orgulhoso por ser parceiro de Angola e reiteramos o nosso compromisso de apoiar o país", disse Hafez Ghanem, citado no comunicado.

Durante a estada no país, Ghanem indicou que o BM vai disponibilizar a Angola, ainda este ano, quase 1.000 milhões de dólares (870 milhões de euros) em projetos de combate à pobreza, ligados ao apoio orçamental, segurança e proteção social e ao setor das águas.

"Angola é um país importante para o Banco Mundial e damos grande valor à nossa parceria com Angola, em especial pelo facto de estar a efetuar reformas importantes. Estamos empenhados no apoio a Angola. Vamos desembolsar quase mil milhões de dólares nos próximos meses para três áreas importantes: apoio orçamental, financiamento do setor da proteção social e também para a área das águas", afirmou na quarta-feira no final de um encontro com o Presidente angolano, João Lourenço.

O economista egípcio, que esteve pela primeira vez em Angola, indicou que, no encontro com João Lourenço, ouviu quais as prioridades do Governo de Luanda para o país, manifestando "total disponibilidade" do BM para as apoiar.

"O BM é uma instituição cujo objetivo é combater a pobreza. À medida que discutimos a situação com o Presidente sobre o que podemos fazer para ajudar o desenvolvimento de Angola e reduzir a pobreza, analisamos os setores sociais e os investimentos em que o Presidente está focado na educação, saúde, proteção social, criação de emprego e como criar mais oportunidades para os jovens", acrescentou.

Ghanem disse ter cumpridos os objetivos da visita a Angola, tendo-se inteirado sobre o momento atual do país impulsionado pelas reformas do executivo e constatado a evolução da implementação da carteira dos projetos financiados pelo Banco Mundial em Angola.

Segundo o comunicado de hoje, o ministro das Finanças e governador de Angola junto do Banco Mundial, Archer Mangueira, agradeceu a "pronta disponibilidade" do vice-presidente do BM por ter acedido ao convite do Governo angolano.

"Foi uma ocasião para passarmos em revista os projectos em curso, mas principalmente desenharmos novos instrumentos de cooperação financeira e assistência técnica, capacitação institucional e melhoria dos indicadores de desenvolvimento humano", referiu Archer Mangueira.

Hafez Ghanem manteve um encontro com a equipa económica do Governo e inteirou-se sobre as perspetivas macroeconómicas e instrumentos financeiros de apoio do BM direcionados para o Programa de Estabilização Macroeconómica (PEM).

Em reuniões com vários departamentos comerciais, Ghanem analisou temas como o desenvolvimento do capital humano, a economia digital e o empoderamento da mulher, "temáticas transversais de fundamental importância para a estratégia do Governo e do Banco Mundial".

O vice-presidente do Banco Mundial para África esteve também na província angolana do Huambo, tendo visitado vários projetos nos setores da educação, abastecimento de água, agricultura e desenvolvimento local financiados pelo BM.

Com dupla nacionalidade, egípcia e francesa, Ghanem é vice-presidente do Banco Mundial para a Região de África desde 01 de julho de 2018, sendo especialista em desenvolvimento há mais de três décadas, gerindo atualmente uma carteira regional ativa de mais de 600 projetos orçados em 71.000 milhões de dólares.

Antes da sua nomeação como vice-presidente para a região africana, Ghanem desempenhou idênticas funções para a região do Oriente Médio e Norte de África de 2015 a 2018.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Receba as melhoras dicas de gestão de dinheiro, poupança e investimentos!

Tudo sobre os grandes negócios, finanças e economia.

Obrigado por ter ativado as notificações de Economia ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório