Meteorologia

  • 20 OUTUBRO 2020
Tempo
18º
MIN 16º MÁX 20º

Edição

Banco Mundial financia projecto da Portucel em Moçambique

A International Finance Corporation (IFC), membro do Grupo Banco Mundial, anunciou hoje um financiamento de 1,7 mil milhões de euros para desenvolver um projeto da Portucel de plantação de eucaliptos, produção de papel e produção de energia em Moçambique.

Banco Mundial financia projecto da Portucel em Moçambique
Notícias ao Minuto

20:10 - 22/10/13 por Lusa

Economia Pasta de papel

A representante do IFC em Moçambique, Jumoke Jagun-Dokunmu, e o presidente da Portucel em Maputo, José Honório, assinaram hoje na capital moçambicana um acordo de cooperação relativo a um projeto integrado de plantação de eucaliptos e produção de pasta de celulose e energia nas províncias de Manica e Zambézia, no centro do país.

A primeira fase do projeto da Portucel em Moçambique consiste em novas plantações de eucaliptos numa área de 60 mil hectares, mas a empresa portuguesa tem um plano de reflorestação que pretende cobrir 356 mil hectares até 2026.

"Estamos a falar de um projeto cujo 'output' será cerca de 1,5 milhões de toneladas de celulose, para ser integralmente exportado para Ásia, Europa e EUA, e que vai movimentar numa base anual cerca de 5,5 milhões de toneladas de madeira, 1,5 milhão de toneladas de pasta de celulose, 300 mil toneladas de produtos químicos, pelo que a exigência ao nível de infraestruturas é muito grande", disse o presidente da Portucel em Moçambique.

Pelo menos quatro mil pessoas estão envolvidas nas plantações em Manica e Zambézia, o que torna o projeto "muito exigente, porque exige o desenvolvimento de uma base de matéria-prima", afirmou José Honório.

"O projeto que nos propomos a desenvolver é verticalmente integrado de plantações florestais, produção de pastas de celulose e energia", afirmou o responsável.

A representante do IFC em Moçambique considerou que a maior instituição de desenvolvimento global voltada para o setor privado nos países em desenvolvimento "irá trabalhar na avaliação do impacto ambiental e social, trabalhando com as comunidades de forma inclusiva para assegurar que elas participem na implementação e no crescimento do projeto", que prevê gerar 7.500 empregos nas duas províncias.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo quarto ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Receba as melhores dicas de gestão de dinheiro, poupança e investimentos!

Tudo sobre os grandes negócios, finanças e economia.

Obrigado por ter ativado as notificações de Economia ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório