Meteorologia

  • 03 JUNHO 2020
Tempo
25º
MIN 18º MÁX 25º

Edição

Trabalhadores portugueses têm intervalos de almoço mais longos da Europa

Mais de 30% admitem comer praticamente o mesmo todos os dias, com as sanduíches, as saladas e as massas a serem as escolhas habituais.

Trabalhadores portugueses têm intervalos de almoço mais longos da Europa

Um estudo divulgado pela YouGov mostra que os trabalhadores portugueses são os que fazem pausas de almoço mais prolongadas na Europa. Em Portugal, a maioria dos funcionários tem em média 58 minutos para almoçar. No entanto, 3% dos trabalhadores admitem não fazer qualquer intervalo para o almoço devido ao excesso de tarefas que tem de cumprir e 22% confessam que trabalham enquanto estão a almoçar.

Os dados do estudo da YouGov revelam que os polacos são os que têm um intervalo de almoço mais curto, uma média de 26 minutos. Já 32% dos romenos optam por não fazer qualquer pausa na hora de almoço.

Quanto ao local onde tomam a sua refeição, uma parte dos trabalhadores portugueses (17%) refere que tem o hábito de almoçar “à secretária”. Ao invés, os suecos são os que fazem mais refeições num espaço partilhado do escritório.

No entanto, um em cada quatro trabalhadores portugueses destaca o facto de comer o mesmo ao almoço todos os dias. As sanduíches e as saladas são as escolhas preferenciais (33%), seguindo-se as massas (32%). Os polacos são os que, normalmente, consomem mais vezes o mesmo ao almoço. No extremo oposto estão os holandeses. Apenas 18% admitem repetir o menu de almoço diariamente.

Com a proliferação de aplicações de entrega de refeições, o estudo regista que 39% dos trabalhadores realçam que a sua principal vantagem é a possibilidade de entregarem uma refeição quente ao almoço.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo quarto ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Receba as melhores dicas de gestão de dinheiro, poupança e investimentos!

Tudo sobre os grandes negócios, finanças e economia.

Obrigado por ter ativado as notificações de Economia ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório