Meteorologia

  • 24 ABRIL 2024
Tempo
14º
MIN 12º MÁX 24º

Se o seu filho vai para a escola, é melhor colocar este dinheiro de parte

Os portugueses que vão colocar os seus filhos, este ano, no ensino primário deverão gastar, em média, 77 euros em material escolar, revela um estudo apresentado esta segunda-feira.

Se o seu filho vai para a escola, é melhor colocar este dinheiro de parte
Notícias ao Minuto

14:26 - 27/08/18 por Notícias ao Minuto

Economia Estudo

Com a chegada de setembro, aproxima-se também o arranque de mais um ano letivo e, consequentemente, custos adicionais para os pais que têm de comprar material para os seus filhos. Um estudo divulgado esta segunda-feira pela Picodi revela que os portugueses vão gastar 9,3% dos seus salários para colocar os filhos no ensino primário. 

"Este ano o custo médio dos acessórios escolares para um aluno português corresponde a 9,3% de um salário médio em Portugal, ou seja, 824,19 euros (líquido)", pode ler-se no comunicado que reúne as conclusões do estudo. 

Para chegar a estes números, a Picodi estima que os portugueses vão gastar 77 euros em material escolar no arranque deste ano letivo. 

Neste valor, saliente-se, estão incluídos gastos relacionados com a mochila, cujo preço médio em algumas lojas online ronda os 5,5 euros, bem como as artigos de papelaria, cujo valor deve ascender aos 26 euros. Mas não é só, no montante total estão também incluídos os materiais de atividades artísticas, cerca de 25,5 euros, e ainda o equipamento para educação física, que deverá rondar os 20 euros. 

"Comparando com os alemães, que vão gastar 'apenas' 4,7% do seu salário nos mesmos produtos, pode parecer que os preços de papelaria em Portugal são muito elevados. Porém, é o salário médio que faz a diferença. Os alemães ganham em média 2.302 euros por mês, ou seja, quase três vezes mais do que os portugueses", conclui o estudo. 

Recomendados para si

;

Receba as melhores dicas de gestão de dinheiro, poupança e investimentos!

Tudo sobre os grandes negócios, finanças e economia.

Obrigado por ter ativado as notificações de Economia ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório