Meteorologia

  • 23 JANEIRO 2022
Tempo
MIN 6º MÁX 14º

Edição

Depois de ter sido duramente criticado Boeck explica saída do Chapecoense

Perante a chuva de críticas, Boeck utilizou as redes sociais para explicar a sua versão dos factos, sublinhando que o Chapecoense não demonstrou interesse em renovar o seu vínculo.

Depois de ter sido duramente criticado Boeck explica saída do Chapecoense

Marcelo Boeck anunciou há alguns dias que irá rumar ao Fortaleza deixando assim o Chapecoense. As reações negativas não demoraram a aparecer face à fase pela qual o clube brasileiro atravessa. 

Segundo relatos no Brasil, o ex-guarda-redes do Sporting terá mesmo forçado a saída. 

Perante a chuva de críticas, Boeck utilizou as redes sociais para explicar a sua versão dos factos, sublinhando que o Chapecoense não demonstrou interesse em renovar o seu vínculo. 

"Nota de Esclarecimento 

Caros amigos e torcedores, em especial os da Associação Chapecoense de Futebol, a nossa Chape.

Todos sabem do meu carinho por essa instituição que tão bem me acolheu e, por isso, venho a público esclarecer que de maneira alguma, abandonaria o clube após a tragédia de Medellín. Recebi críticas após a notícia que eu iria atuar pelo Fortaleza ter sido divulgada como se eu fosse um desertor, como se eu não tivesse coração.

Eu tinha total intenção de renovar contrato, mas não houve reciprocidade por parte da diretoria, que decidiu em não iniciar uma negociação connosco, situação que eu respeito muito. Felizmente, recebi proposta para atuar no Fortaleza, o que me deixou muito feliz e motivado, pois assim como a Chape, trata-se de um clube de excelente estrutura e de uma grande e fanática torcida.

Apenas quero esclarecer algo que jamais faria num momento de tanta dor e tristeza. A Chape estará sempre comigo. Espero, um dia, voltar, e retribuir todo o carinho que recebi em Chapecó. Estarei sempre torcendo por todos do clube", pode ler-se no comunicado do guardião brasileiro. 

NOTA DE ESCLARECIMENTO Caros amigos e torcedores, em especial os da Associação Chapecoense de Futebol, a nossa Chape. Todos sabem do meu carinho por essa instituição que tão bem me acolheu e, por isso, venho a público esclarecer que de maneira alguma, abandonaria o clube após a tragédia de Medellin. Recebi críticas após a notícia que eu iria atuar pelo Fortaleza Esporte Clube ter sido divulgada como se eu fosse um desertor, como se eu não tivesse coração. Fiquei triste com isso. Assim como todos os companheiros que não estavam no fatídico vôo, deixei claro minha intenção de ajudar na reconstrução da Chape. É um momento difícil e sabia que eu também seria importante para estar ali e reerguer o clube. Mais do que isso, não poderia e nem queria deixar a Chapecoense após esse acidente. Eu tinha total intenção de renovar contrato, mas não houve reciprocidade por parte da diretoria, que decidiu em não iniciar uma negociação conosco, situação que eu respeito muito. Felizmente, recebi proposta para atuar no Fortaleza, o que me deixou muito feliz e motivado, pois assim como a Chape, trata-se de um clube de excelente estrutura e de uma grande e fanática torcida. Não tenho a intenção de polemizar, longe disso. Apenas quero esclarecer algo que jamais faria num momento de tanta dor e tristeza. A Chape estará sempre comigo. Espero, um dia, voltar, e retribuir todo o carinho que recebi em Chapecó. Estarei sempre torcendo por todos do clube. Marcelo Boeck.

Uma foto publicada por Marcelo Boeck (@marceloboeck1) a Dez 14, 2016 às 2:24 PST

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Sexto ano consecutivo Escolha do Consumidor e Prémio Cinco Estrelas para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download

;

Acompanhe as transmissões ao vivo da Primeira Liga, Liga Europa e Liga dos Campeões!

Obrigado por ter ativado as notificações do Desporto ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório