Meteorologia

  • 23 JANEIRO 2022
Tempo
MIN 6º MÁX 15º

Edição

"Marco Silva não podia disputar o título com o Benfica e o FC Porto"

Em entrevista ao Desporto ao Minuto, Tiago Ribeiro, ex-presidente da SAD do Estoril, faz um balanço da sua atuação no emblema 'canarinho', mas não só.

"Marco Silva não podia disputar o título com o Benfica e o FC Porto"

Chegado a Portugal em 2010, Tiago Ribeiro fez história na presidência do Estoril, ao levar o clube, primeiro, à I Liga, e, depois, às competições europeias. Em entrevista ao Desporto ao Minuto, o ex-dirigente faz um balanço das conquistas alcançadas, e não esquece o papel de Marco Silva.

Que balanço faz dos cinco anos de presidência do Estoril?

Vivi uma experiência incrível, uma aventura de assumir um clube que estava praticamente prestes a fechar portas. Conseguimos dar a volta, foi um sucesso absoluto, muito acima do esperado. Nunca na sua história o clube tinha tido tanta projeção. Trazer o Estoril para a I Liga, qualificá-lo para a Liga Europa… Foi fantástico em termos desportivos e financeiros. Em três anos de I Liga, o Estoril fez 13 milhões de euros em receitas.

Sente que o clube ficou em boas mãos?

Não me cabe julgar o Estoril pós-Tiago. Torço pela equipa e pelas pessoas com quem trabalhei. Mas é uma outra fase da empresa [Traffic], que enfrenta outros desafios que não eram conhecidos. Espero que isso não atinja o Estoril de forma grave. Fiz a minha parte, cumpri a missão de uma forma positiva e agora espero que nada do que aconteça fora do Estoril prejudique o clube.

A sua saída do Estoril esteve relacionada com as polémicas em torno da Traffic?

Prefiro não comentar. Tenho muito respeito pela empresa. Aconteceram algumas coisas que nada tiveram a ver com o futebol e que podem ter algumas consequências aqui. Foi um ciclo que se encerrou e um novo rumo do projeto, não havia mais condições de continuar. Entendemos que era melhor encerrar a relação por mútuo acordo.

Quando chegou, sentiu alguma desconfiança por parte dos adeptos do Estoril?

Claro, essa desconfiança é natural. Chegou um forasteiro, uma ideia diferente, e houve desconfiança. Pensou-se que a empresa teria uma atitude predatória, de barriga de aluguer. Mas demonstrámos que isso não era verdade. Recuperámos a relação entre SAD e clube, que estava deteriorada e isso foi muito importante. Aos poucos, as pessoas viram que tínhamos um projeto sólido, preocupado com o sucesso do clube e não apenas focado no sucesso financeiro. Aos poucos, esse véu da desconfiança foi caindo e hoje o Estoril é reconhecido como um case study no futebol português, e se calhar mundial.

Marco Silva foi importante nessa caminhada?

O Marco fez parte da nossa história. Havia sintonia entre todos e uma gestão muito bem coordenada. Foi graças a essa forma de gestão desportiva interna que o Estoril teve o sucesso que teve e o Marco alcançou os patamares que alcançou.

Sente que ele fez um bom trabalho no Sporting?

O Marco deu ao Sporting um título que já não conseguia há muitos anos. Fez o possível no campeonato, deixou o Sporting no terceiro lugar, algo que, a meu ver, era tudo o que podia alcançar naquela época. Ele não podia disputar o título com o Benfica e o FC Porto.

Ficou surpreendido pela forma como o Marco Silva saiu do Sporting?

Cabe à administração do clube analisar. Eles tiveram um processo de litígio, depois chegaram a um acordo, por isso são águas passadas. Agora, o que importa é o Marco seguir a sua carreira fantástica e continuar a quebrar recordes na Grécia. O Marco é um treinador de topo e teve a felicidade de estar comigo, tanto na época da subida, como nas duas restantes temporadas na I Liga. Teve todo o apoio que precisava para se tornar num grande treinador.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Sexto ano consecutivo Escolha do Consumidor e Prémio Cinco Estrelas para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download

;

Acompanhe as transmissões ao vivo da Primeira Liga, Liga Europa e Liga dos Campeões!

Obrigado por ter ativado as notificações do Desporto ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório