Meteorologia

  • 25 JULHO 2024
Tempo
25º
MIN 19º MÁX 27º

Argentina inicia defesa da Copa América com triunfo sobre Eustáquio

A Argentina iniciou na quinta-feira a defesa do título com um triunfo por 2-0 sobre o estreante Canadá, no encontro inaugural da edição 2024 da Copa América em futebol, para o Grupo A, disputado em Atlanta.

Argentina inicia defesa da Copa América com triunfo sobre Eustáquio
Notícias ao Minuto

06:35 - 21/06/24 por Lusa

Desporto Copa América

Depois de uma primeira parte sem golos, Julián Álvarez, aos 49 minutos, e o suplente Lautaro Martínez, aos 88, apontaram os tentos dos detentores do título mundial, que, na era' Lionel Scaloni, nunca tinham entrado a vencer numa grande competição.

Lionel Messi, que fez história com o 35.º jogo na competição, mais do que qualquer outro jogador, esteve no lance do primeiro golo, isolando Mac Allister, que deixou encostou para Álvarez, e fez a assistência para o segundo, a sua 18.ª na Copa América.

O 'capitão' dos 'albi-celestes' também teve duas enormes oportunidades para marcar, mas os seus 'chapéus', aos 65 e 79 minutos, não tiveram, desta vez, sucesso.

Nos argentinos, jogaram os benfiquistas Ángel Di María, que entrou no 'onze' e saiu aos 68 minutos, e Nicolás Otamendi, lançado aos 76, enquanto no Canadá, o médio portista Stephen Eustáquio jogou os 90 minutos.

Depois de uma curta cerimónia de abertura na Mercedes-Benz Arena, o Canadá entrou destemido, mas, se calhar demais, e, aos oito minutos, atacou com tantos num canto que, de repente, Di María correu meio-campo isolado, mas falhou o golo.

O mesmo Di María (nove minutos), Alvarez (27 e 45+1) e Mac Allister (39) poderiam igualmente ter marcado, mas os canadianos também tiveram uma grande ocasião antes do intervalo, após um canto, com Eustáquio, solto, a cabecear para a defesa de 'Dibu'.

Após o intervalo, a Argentina acertou logo na primeira ocasião, aos 49 minutos: Messi, solto no meio, isolou com mestria Mac Allister, que, à saída do guarda-redes e apesar de carregado, desviou para Álvarez, que se limitou a atirar para a baliza vazia.

Aos 65 minutos, Messi, isolado por um pontapé longo de Emiliano Martínez, falhou uma grande ocasião, em dose dupla, e, na resposta, Jonathan David, aos 67, e Larin, aos 75, não conseguiram empatar, já depois da boa entrada em jogo de Shaffelburg.

Na parte final, os canadianos arriscaram e deram mais espaço e a Argentina teve várias ocasiões para aumentar a vantagem, só que Messi, isolado, voltou a falhar, aos 79 minutos, tal como o suplente Lautaro, servido pelo 'capitão', aos 82.

Depois de um livre de Messi, aos 86 minutos, foi Otamendi a desperdiçar, mas, aos 88, os detentores do troféu chegaram mesmo ao segundo golo, com o '10', com um toque subtil, a isolar Lautaro, que, desta vez, desviou a bola de Crépeau.

Até final, ainda houve emoção num livre direto aos 90+6 minutos, mas Messi atirou fraco e o jogo acabou de imediato, com a Argentina a entrar a ganhar, como não tinha feito nas edições 2019 (0-2 com Colômbia) e 2021 (1-1 com o Chile) da Copa América e no Mundial de 2022 (1-2 com a Arábia Saudita).

O embate de hoje entre Peru e Chile, em Arlington, no Texas, encerra a primeira jornada do Grupo A, sendo que, na segunda, marcada para terça-feira, o Canadá defronta os peruanos e a Argentina mede forças com os chilenos.

Recomendados para si

;

Acompanhe as transmissões ao vivo da Primeira Liga, Liga Europa e Liga dos Campeões!

Obrigado por ter ativado as notificações do Desporto ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório