Meteorologia

  • 17 JUNHO 2024
Tempo
21º
MIN 16º MÁX 22º

Portimonense quer evitar 'queda', mas AVS procura inédita subida à elite

Portimonense e AVS começam a defrontar-se no sábado no play-off de acesso à I Liga de futebol 2024/25, com os algarvios a tentarem escapar à primeira despromoção em sete épocas, enquanto os avenses visam uma inédita subida.

Portimonense quer evitar 'queda', mas AVS procura inédita subida à elite
Notícias ao Minuto

08:47 - 23/05/24 por Lusa

Desporto I Liga

Tal como nas derradeiras três temporadas, que proporcionaram outros tantos êxitos dos representantes da II Liga, a 18.ª e última vaga da próxima edição do escalão principal vai ser conhecida com recurso a uma eliminatória a duas mãos, que arranca no sábado, em Portimão, a partir das 19:45, horário do segundo jogo, em 02 de junho, na Vila das Aves.

Se o Portimonense acede ao play-off na condição de 16.º e antepenúltimo colocado da I Liga 2023/24, o AVS terminou o escalão 'secundário' na terceira posição, cenário que já vigorava antes da 34.ª e última jornada de cada prova e foi confirmado com dramatismo.

Os 'alvinegros' impuseram-se na visita ao 'vizinho' Farense (3-1) e passaram a somar os mesmos 32 pontos do Boavista, 15.º, que capitalizou uma grande penalidade convertida por Miguel Reisinho, aos 90+11 minutos, para empatar na receção ao já despromovido Vizela (2-2) e assegurar a manutenção na elite, em função da melhor diferença de golos.

Já o AVS terminou a II Liga com uma derrota caseira frente ao Tondela (0-1) e somou 64 pontos, fasquia igualada pelo Marítimo, quarto, que empatou em Viseu com o Académico (2-2) e falhou o play-off, já que tinha desvantagem no confronto direto com os nortenhos.

O Portimonense tenta evitar a primeira descida desde 2016/17, época na qual se sagrou campeão da II Liga - já tinha arrebatado a então denominada II Divisão em 1978/79 -, ao passo que o AVS almeja subir logo na sua campanha de estreia com a atual designação.

Perto do fim de 2022/23, a SAD do Vilafranquense, então no segundo escalão, chegou a acordo com o Desportivo das Aves 1930, que estava na Divisão de Honra da Associação de Futebol do Porto, para arrendar o estádio do clube nortenho a partir desta temporada.

Efetivada a desvinculação dos ribatejanos, o recém-criado AVS mudou-se com uma nova identidade de Vila Franca de Xira, município do distrito de Lisboa, para a Vila das Aves, situada a 320 quilómetros e pertencente ao concelho de Santo Tirso, no distrito do Porto.

O futebol profissional regressou em 2023/24 à Vila das Aves, três anos depois do 'adeus' à I Liga do Clube Desportivo das Aves, vencedor da Taça de Portugal em 2017/18, que estava impedido pela FIFA de inscrever jogadores, na sequência da insolvência da SAD.

Os encontros entre Portimonense e AVS encerram o calendário das provas profissionais esta época, numa fase em que Vizela e Desportivo de Chaves já desceram à II Liga, por troca com os açorianos do Santa Clara e os madeirenses Nacional, que vão reacender a presença insular na elite em 2024/25, após a primeira época em 'branco' desde 1984/85.

Os dois próximos fins de semana trazem também o play-off de acesso à II Liga, entre os 'vizinhos' Feirense, 16.º e antepenúltimo desse escalão, e Lusitânia de Lourosa, terceiro da fase de subida da Liga 3, atrás de Alverca e Felgueiras, estando os duelos marcados para domingo, às 11:00, em Lourosa, e 02 de junho, às 17:00, em Santa Maria da Feira.

Essa ordenação foi determinada por sorteio pela Liga Portuguesa de Futebol Profissional (LPFP), sendo que cada play-off vai contar com o sistema de videoárbitro (VAR), estando acautelado o recurso ao prolongamento e, se for necessário, ao desempate por grandes penalidades em caso de igualdade no final do tempo regulamentar do segundo encontro.

Recomendados para si

;

Acompanhe as transmissões ao vivo da Primeira Liga, Liga Europa e Liga dos Campeões!

Obrigado por ter ativado as notificações do Desporto ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório