Meteorologia

  • 19 MAIO 2024
Tempo
19º
MIN 12º MÁX 21º

Pinto da Costa prevê clube fortalecido com reforma financeira

A reforma financeira projetada por Pinto da Costa, presidente do FC Porto desde 1982 e recandidato a um 16.º mandato consecutivo nas eleições do clube, no sábado, visa aumentar a competitividade do vice-campeão nacional de futebol.

Pinto da Costa prevê clube fortalecido com reforma financeira
Notícias ao Minuto

16:26 - 24/04/24 por Lusa

Desporto FC Porto

Num conjunto de respostas por escrito enviadas hoje à agência Lusa, o dirigente, de 86 anos, rejeita que o plano de redução de custos da estrutura 'azul e branca' proposto pela lista "Todos pelo Porto" afete a valia da equipa de futebol, terceira classificada da I Liga.

"Propomo-nos no curto prazo a elevar as receitas estruturais do clube. Queremos fazê-lo através de três propostas: duplicar a receita em três anos, através de um aumento anual de 25%; reduzir os custos totais em 20% desde o primeiro ano, a partir da reestruturação das empresas do Grupo FC Porto e do reforço na evolução da maturidade digital; por fim, proceder ao refinanciamento do passivo, por meio de um instrumento financeiro de dívida de 250 milhões de euros (ME), que nos permitirá, simultaneamente, reduzir o serviço de dívida e reforçar a competitividade da equipa de futebol", traçou o candidato pela lista A.

Entre as cinco trocas feitas face ao atual corpo diretivo de seis vice-presidentes, Pinto da Costa apostou no empresário e investidor João Rafael Koehler para suceder a Fernando Gomes, que estava ainda desde 2014 na administração financeira da SAD, cargo agora entregue a José Fernando Figueiredo, economista e consultor sénior do Banco Mundial.

Na segunda-feira, em entrevista à estação televisiva SIC, André Villas-Boas, ex-treinador da equipa de futebol do FC Porto e opositor eleitoral de Pinto da Costa, tinha acusado o líder do clube de estar refém de João Koehler, fundador e administrador da sociedade de gestão de capital de risco Quadrantis, que também tem como investidor José Figueiredo.

"Eu não estou refém de ninguém. Existe uma candidatura nestas eleições que insiste em espalhar mentiras e insultar sócios e adeptos do FC Porto. O João Koehler tem a minha confiança absoluta. Sempre ajudou o clube, sem nunca pedir nada em troca, mas agora certos adeptos afetos a outras candidaturas decidiram difamá-lo e até espalhar mentiras acerca da sua vida pessoal e profissional. Não entramos nesse chorrilho de insultos que outros têm seguido. Queremos um FC Porto unido, com todos", ripostou Pinto da Costa.

Um dia depois de ter assegurado que já tem acordo para renovar contratualmente com o defesa central internacional português e capitão portista Pepe e com o treinador Sérgio Conceição, caso vença as eleições, o dirigente enalteceu o papel do técnico da equipa de futebol.

"Acreditamos muito na qualidade e na competência da nossa equipa técnica, já nos deu muitas vitórias e guiou-nos a diversas conquistas. Sérgio Conceição foi, é e continuará a ser uma peça fundamental do nosso projeto e, enquanto ele quiser, terá um lugar no seu clube de coração", vincou, numa fase em que o ex-avançado treina o FC Porto há quase sete épocas inteiras, desde 2017/18, e é recordista de vitórias, jogos e troféus no clube.

Atento à dinâmica de um mercado de transferências "cada vez mais agressivo e volátil", Pinto da Costa garante que existe uma "estratégia bem definida" para identificar "talentos promissores" dentro e fora do país, "tal como já sucedeu várias vezes nos últimos anos".

"Têm de ser atletas que se enquadrem no perfil técnico e tático exigido. No FC Porto não basta jogar bem, é preciso viver a nossa cultura vencedora e sentir a mística", acautelou.

Questionado sobre o lançamento de uma equipa de futebol feminino sénior, o presidente assume estar em diálogo com "dois clubes da I Liga que já demonstraram interesse em estabelecer uma ligação" aos 'dragões', pedindo uma "decisão ponderada e consciente".

As eleições dos órgãos sociais do FC Porto para o quadriénio 2024-2028 são disputadas por três candidaturas, lideradas por Pinto da Costa (lista A), André Villas-Boas (B), antigo treinador da equipa de futebol, e Nuno Lobo (C), empresário e professor, incluindo ainda uma lista independente ao Conselho Superior comandada por Miguel Brás da Cunha (D).

O ato eleitoral decorrerá no sábado, entre as 09:00 e as 20:00, no Estádio do Dragão, no Porto, numa altura em que Pinto da Costa está a cumprir o 15.º mandato seguido, desde 1982, e detém o estatuto de dirigente com mais títulos e longevidade do futebol mundial.

Recomendados para si

;

Acompanhe as transmissões ao vivo da Primeira Liga, Liga Europa e Liga dos Campeões!

Obrigado por ter ativado as notificações do Desporto ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório