Meteorologia

  • 14 ABRIL 2024
Tempo
27º
MIN 18º MÁX 28º

Schmidt ao ataque. Veríssimo "merece críticas" e Edwards foi "vergonhoso"

Treinador do Benfica voltou ao dérbi com o Sporting, antes do Clássico com o FC Porto.

Schmidt ao ataque. Veríssimo "merece críticas" e Edwards foi "vergonhoso"
Notícias ao Minuto

13:24 - 02/03/24 por Notícias ao Minuto

ao minuto Ao Minuto Desporto Benfica

Roger Schmidt não poupou, este sábado, nas críticas dirigidas à exibição assinada pela equipa de arbitragem liderada por Fábio Veríssimo, na derrota sofrida pelo Benfica, frente ao Sporting, por 2-1, na primeira mão das meias-finais da Taça de Portugal.

O treinador dos encarnados, que falou em conferência de imprensa, alertou, de resto, para a importância de reagir ao resultado negativo perante os eternos rivais já no domingo, perante o FC Porto, no tão aguardado Clássico da 24.ª jornada da I Liga.

A terminar, o alemão explicou por que tem optado por uma solução mais móvel na frente de ataque, abdicando de Arthur Cabral, Marcos Leonardo e Casper Tengsted, sublinhando que "marcar golos não é suficiente para jogar no Benfica".

Gestão dos avançados

Carlos Pereira Fernandes | há 1 mês

Todos os jogadores querem jogar de início e os 90 minutos. O meu trabalho não é dar-lhes minutos porque marcam. Jogámos contra o Vizela sem eles e marcámos seis golos. Contra o Portimonense, marcámos quatro. Não temos problemas em marcar golos. O meu trabalho é encontrar sempre o melhor equilíbrio para dominar os jogos, com e sem bola, na pressão... Decido sempre a pensar nisso. Todos os avançados podem marcar golos, mas também podemos marcar com os avançados vindos do banco. Não é decisivo. Todos os jogadores têm de aceitar. Cabe-lhes demonstrar que têm tudo, não apenas ao marcar golos, mas ao nível técnico, do envolvimento na pressão, nas transições... Marcar golos não é suficiente para jogar no Benfica.

Luta pelo título só entre Benfica e Sporting

Carlos Pereira Fernandes | há 1 mês

O campeonato português é muito exigente, se queres conquistar títulos, porque tens de lutar contra os rivais e contra o Sporting de Braga. Todas as equipas têm muita qualidade, treinadores com abordagens diferentes, e, quando jogas contra eles, tens sempre de procurar soluções. Os jogos são sempre equilibrados, cada pormenor é decisivo. Na quinta-feira, não estivemos ao melhor nível entre o primeiro e o segundo golo. Começámos bem, mas, depois, jogámos diferente. Houve fases diferentes. Perdemos, mas vi muita qualidade e mentalidade na minha equipa. Reentrar no jogo, marcar, ir atrás do empate... A equipa acredita sempre em si mesma, especialmente, nos momentos difíceis, o que nos dá muita confiança para jogos como este.

Críticas de Di María à arbitragem

Carlos Pereira Fernandes | há 1 mês

Não li, mas percebo se criticou o árbitro. Ele merece ser criticado, tomou uma decisão muito má. Marcámos um segundo golo muito claro, a 100%, e ninguém me pode convencer-me de que estava fora de jogo. A ideia do futebol não é encontrar motivos para anular golos, é marcar golos. Este golo foi lindo e bonito, foi uma pena que o árbitro tenha errado ao anulá-lo. Alterámos o ritmo do jogo. Foi uma pena para os adeptos, porque teria sido muito interessante se tivesse sido validado. É a minha opinião, muito clara. Toda a gente viu o que aconteceu na situação do penálti. O árbitro queria assinalar um penálti naquela situação. Foi vergonhoso o que Edwards fez na área. Foi uma falta de respeito tentar simular um penálti, mas também foi embaraçoso que o árbitro tenha querido assinalar aquele penálti. Todos podemos concordar com isso. O nível da arbitragem e das decisões neste tipo de jogos tem de estar a um nível diferente. Neste jogo, não foi de topo, por isso, é que percebo a 100% que o Ángel não esteja satisfeito.

Arthur Cabral não gostou de entrar tão tarde no dérbi

Carlos Pereira Fernandes | há 1 mês

Tenho sempre de ter em atenção o equilíbrio da equipa, a melhor abordagem para o onze e os jogadores necessários no banco. Cabe sempre aos jogadores jogarem a um grande nível. Em cada treino e em cada minuto em que jogam pelo Benfica, têm de estar a 100%. Se o fizerem, se forem melhor do que os outros jogadores e se, enquanto equipa, formos melhores com certos jogadores, jogam. As oportunidades são iguais para todos, e tenho de tomar as minhas decisões.

Benfica só parte no domingo

Carlos Pereira Fernandes | há 1 mês

Mudámos um pouco a abordagem para dar aos jogadores o máximo de descanso e tempo possível, para estarem em casa, a relaxar e a recuperar. Temos uma experiência muito boa com esta abordagem. Quando jogamos muito tarde e jogamos a cada três dias, é muito importante que os jogadores tenham tempo para descansar e libertar a cabeça. Os jogadores gostam, e, nos jogos, estão muito bem. Temos uma vantagem com esta abordagem.

FC Porto mais pressionado

Carlos Pereira Fernandes | há 1 mês

Durante os 90 minutos, não vejo a pressão a ser decisiva. Um FC Porto-Benfica é sempre um grande jogo. As duas equipas têm muitas razões para vencer e dar tudo, por isso, a situação na tabela não afeta muito. Se estivéssemos iguais na tabela, seria igual.

Como é que o FC Porto pode surpreender

Carlos Pereira Fernandes | há 1 mês

Já jogámos duas vezes contra eles, esta época. É uma equipa que conhecemos muito bem, mas também sabemos que é sempre muito difícil jogar contra eles. Não é por termos vencido duas vezes contra eles que vamos vencer, amanhã. É sempre um grande desafio. Eles mudaram um pouco o sistema e a abordagem. Taticamente, é uma equipa compacta, muito boa a defender e nas transições, muito atenta às segundas bolas, que tenta sempre atacar a profundidade. É difícil jogar contra eles, porque não concedem muitas oportunidades, e temos sempre de garantir que estamos bem organizados, porque procuram os espaços. É diferente jogar em casa ou em terreno neutro, como na Supertaça. Eles têm a vantagem de jogar em casa, mas estamos preparados para lutar durante os 90 minutos para alcançar o melhor resultado.

Sequência complicada

Carlos Pereira Fernandes | há 1 mês

O jogo fora, com o Sporting, e o seguinte, com o FC Porto, são os mais difíceis que podemos ter, mas damos o nosso melhorar para recuperar para amanhã. É um jogo importante. É difícil jogar no Porto, é importante para ambas as equipas. Eles demonstraram qualidade nas últimas semanas, especialmente, na Liga dos Campeões. Esperamos que estejam a esse nível, e vamos dar o nosso melhor para vencer.

Recomendados para si

;

Acompanhe as transmissões ao vivo da Primeira Liga, Liga Europa e Liga dos Campeões!

Obrigado por ter ativado as notificações do Desporto ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório