Meteorologia

  • 25 FEVEREIRO 2024
Tempo
18º
MIN 13º MÁX 18º

Di María subiu o Benfica ao trono. Dragão raçudo colidiu no 'Pinheiro'

O único golo do Clássico foi rubricado por Angel Di María.

Di María subiu o Benfica ao trono. Dragão raçudo colidiu no 'Pinheiro'
Notícias ao Minuto

22:19 - 29/09/23 por Ricardo Santos Fernandes

Desporto I Liga

O Benfica matou o borrego e voltou a vencer, no Estádio da Luz, o FC Porto, por 1-0, cinco anos depois, desta feita num duelo relativo à 7.ª jornada da I Liga. O único golo da partida foi rubricado por Di María, num Clássico em que os dragões ficaram reduzidos a 10 aos 19 minutos, por força do vermelho direto exibido por João Pinheiro a Fábio Cardoso.

Logo nos primeiros segundos da partida, e após um mau alívio de Diogo Costa, Di María quase aproveita e remata sobre o travessão da baliza azul e branca. Aos cinco minutos, e na resposta, Eustáquio rematou ao lado do poste esquerdo de Trubin. À passagem dos 19 minutos, enorme contrariedade para os dragões com Fábio Cardoso a ser expulso, após travar David Neres quando este partia isolado para o ‘cofre’ rival.. Aos 27 minutos, Conceição apostou em Zé Pedro, a estrear-se na I Liga, para o lugar de Baró, para colmatar a ausência de Fábio Cardoso.

O dragão mesmo assim não deixou de mostrar os músculos e, aos 30 minutos, Taremi teve mesmo próximo do primeiro golo no Clássico, mas Trubin saiu dos postes e levou a melhor sobre o iraniano. Logo de seguida foi Diogo Costa, em duas situações, a validar os adjetivos de ser o melhor guarda-redes português da atualidade.

Numa primeira parte de caldeirão e em que João Pinheiro voltou a ter de suar pela espinha em nova decisão. Aos 34 minutos, David Carmo travou Rafa, e quando na Luz já se esperava nova expulsão, eis que o árbitro exibiu apenas o cartão amarelo. Alertado pelo VAR, Pinheiro foi ainda confirmar as imagens mas não reverteu a decisão disciplinar.

O FC Porto, mesmo com 10, continuava a ‘cuspir fogo’ na área rival e aos 41 minutos Trubin negou o golo a Pepê, na sequência de um míssil do brasileiro disferido de fora da área. O vice-campeão nacional não desmoronava e o Benfica terminou a primeira parte sem remates enquadrados com a baliza. Por sua vez a equipa da Invicta voltou a sair ao intervalo sem estar a vencer, algo que se verificou em seis dos sete encontros no campeonato.

Aos 52 minutos, grande oportunidade para as águias: Neres ganhou a linha e cruzou rasteiro, mas o croata, apertado por Alan Varela, não consegue o remate enquadrado. Logo depois foi Kokçu a rematar de primeira, e cruzado, ao poste esquerdo da baliza do internacional português. Sucediam-se as oportunidades, e em catadupa, e minutos volvidos foi Diogo Costa a fazer uma mancha monumental ao ‘tiro’ de Neres. Sem largar a quinta-mudança, Otamendi apareceu, aos 58 minutos, a rematar à malha lateral. Aos 68 minutos, o quadro da Luz deu mesmo o estoiro com Neres a cruzar para a pequena área onde apareceu Di María a fulminar Diogo Costa. Logo de seguida, após cruzamento de Kokçu, foi o central argentino a estar próximo de se juntar ao compatriota na lista dos marcadores.

Este resultado catapulta o campeão nacional para a liderança isolada da I Liga, com 18 pontos, mais dois do que o FC Porto, sendo que esse trono pode ser desviado para o outro lado da Segunda Circular em caso de triunfo leonino, este sábado, diante do Farense.

Onze do Benfica: Trubin; Alexander Bah, Otamendi, António Silva e Aursnes; João Neves, Kokçu; Neres, Rafa, Di María; Musa.

Onze do FC Porto: Diogo Costa; João Mário, David Carmo, Fábio Cardoso e Wendell; Eustáquio, Alan Varela, Galeno, Romário Baró e Pepê; Mehdi Taremi.

Antevisão: Benfica e FC Porto defrontam-se, esta sexta-feira, a partir das 20h15, no Estádio da Luz, num duelo relativo à 7.ª jornada da I Liga.

As duas equipas aparecem separadas por apenas um ponto, com vantagem para o líder do campeonato, a par do Sporting, com 16 pontos.

Águias e dragões já se encontraram por 253 vezes, com a equipa da Invicta em vantagem: 101 vitórias, contrastando com os 90 triunfos do vigente campeão nacional. No Estádio da Luz, os encarnados têm vantagem nos duelos contra a FC Porto: 62 triunfos em 118 partidas, enquanto a equipa de Sérgio Conceição tem 25 triunfos.

Dar conta ainda que nos últimos 12 embates entre estas duas equipas, o Benfica apenas venceu em duas situações, contra oito dos azuis e brancos, sendo que o derradeiro triunfo dos encarnados na Luz remonta a... 7 de outubro de 2018, era então Rui Vitória ao leme das águias.

Leia Também: Benfica e FC Porto primeiros 'grandes' em ação na terceira eliminatória

Recomendados para si

;

Acompanhe as transmissões ao vivo da Primeira Liga, Liga Europa e Liga dos Campeões!

Obrigado por ter ativado as notificações do Desporto ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório