Meteorologia

  • 30 MAIO 2024
Tempo
17º
MIN 16º MÁX 30º

Fu Yu, Marcos Freitas e Jieni Shao avançam no ténis de mesa

A campeã de Minsk2019 Fu Yu, Jieni Shao e Marcos Freitas avançaram hoje para os oitavos de final do torneio de ténis de mesa dos Jogos Europeus Cracóvia2023, enquanto João Geraldo foi eliminado na 'negra'.

Fu Yu, Marcos Freitas e Jieni Shao avançam no ténis de mesa
Notícias ao Minuto

21:53 - 24/06/23 por Lusa

Desporto Jogos Europeus

Na Hutnik Arena, em Cracóvia, a olímpica Fu Yu, em 29.º na hierarquia mundial, conseguiu uma vitória categórica sobre a espanhola Sofia Xu (127.ª da hierarquia global), por 11-8, 11-4, 11-6 e 11-5, em 22 minutos, e confirmou o estatuto de melhor do ranking mundial entre as lusas, no 29.º posto.

"Todos os jogos de estreia são difíceis. Preparei-me bem e por isso ganhei. (...) [Minsk2019] já passou. Todos os anos aparecem jogadoras novas muito boas. Estamos sempre com novos desafios", assinalou à Lusa a mesatenista de 44 anos.

Também em singulares femininos, Jieni Shao, a 44.ª do ranking mundial, afastou a húngara Mercedes Nagyvaradi, 340.ª, também por 4-0, pelos parciais de 11-8, 11-8, 11-9 e 11-6, novo triunfo seguro que a leva aos 'oitavos'.

Entrei muito concentrada e esta jogadora não era de topo, mas preparei-me para um jogo muito difícil", disse à Lusa.

Por fim, em singulares masculinos, sortes distintas para Marcos Freitas, 60.º do ranking, e João Geraldo, 37.º, com o primeiro a avançar para os 'oitavos', no segundo jogo que fez em Cracóvia, e Geraldo eliminado.

Freitas, que já tinha avançado na ronda anterior, superou os 16 avos de final ao bater o croata Tomislav Pucar, em melhor posição no ranking, em 36.º, por 4-2, depois de abrir um 3-0 (11-9, 11-7 e 11-7) e deixar o adversário recuperar.

Parciais de 11-7 e 11-9 puseram-no à beira de empatar, mas o olímpico português teve uma demonstração de caráter e talento com um 'remate' final que não deixou dúvidas: 11-1.

"Já sabia que seria um jogo difícil. Tive vantagem, porque tinha jogado na sexta-feira, e ele está à minha frente no ranking. Adaptei-me ao pavilhão, à bola e ao ambiente. Entrei muito bem nos três primeiros sets. Depois, ele arriscou", contou à Lusa Marcos Freitas.

Segundo o mesatenista, a variação no último set levou à vantagem esmagadora com que 'carimbou' o triunfo, com "pressão muito grande", está "muito feliz" com a melhoria e ajuste, sobretudo quando volta de lesão, que o afastou dos torneios e fez cair no ranking.

De manhã, o contrário aconteceu, uma vez que João Geraldo vencia o belga Cedric Nuytinck, 121.º, por 3-0, com parciais de 11-8, 12-10 e 11-4, alicerçado num sólido jogo de serviço, mas concedeu a recuperação.

O belga empatou com 11-8, 11-9 e 11-4 e, com o luso já fora do jogo, fechou as contas por 11-7, deixando-o 'apenas' com o torneio por equipas para disputar, após os singulares acabarem na Hutnik Arena.

"É a pior maneira de perder, com uma vantagem tão grande. Estava muito confortável no jogo e taticamente superior. Ele sentiu que não tinha nada a perder e soltou-se mais. (...) A partir de domingo, concentro-me nas equipas", revelou.

No domingo, Marcos Freitas enfrenta o sueco Kristian Karlsson (21.º) por um lugar nos quartos de final, Fu Yu bate-se com a francesa Prithika Pavade (66.ª) e Jieni Shao defronta a alemã Nina Mittelham (14.ª).

Portugal soma até ao momento oito pódios em Cracóvia2023, nomeadamente três ouros, três pratas e dois bronzes.

A terceira edição dos Jogos Europeus decorre até 02 de julho em Cracóvia e na região polaca de Malopolska, com 30 modalidades no programa e 48 países participantes, entre eles Portugal, que possui uma delegação com mais de duas centenas de atletas.

Recomendados para si

;

Acompanhe as transmissões ao vivo da Primeira Liga, Liga Europa e Liga dos Campeões!

Obrigado por ter ativado as notificações do Desporto ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório