Meteorologia

  • 30 MAIO 2023
Tempo
15º
MIN 14º MÁX 23º

"De repente, tornei-me no vilão do mundo"

O tenista sérvio recorda o ano passado quando foi deportado poucos dias antes de arrancar a edição de 2022 do Australian Open.

"De repente, tornei-me no vilão do mundo"
Notícias ao Minuto

18:54 - 11/01/23 por Notícias ao Minuto

Desporto Novak Djokovic

Novak Djokovic vai regressar à Austália, um ano depois de passar por um dos momentos mais difíceis da sua carreira, altura em que foi deportado do país por não estar vacinado contra a Covid-19.

“Vi-me arrastado contra uma cobertura mediática na imprensa de todo o mundo relacionada com tudo aquilo que aconteceu com a Covid e a vacina. De repente, tornei-me no vilão do mundo, uma posição que é horrível de estar como desportista. A narrativa que se criou sobre mim não foi nada boa”, revelou o tenista sérvio em conversa com a WWOS, relatando como foram as semanas seguintes após a deportação.

"Mantive-me em casa durante várias semanas, não ia muito à rua. Só esperava que a situação se acalmasse, mas as marcas continuavam aí. Essas marcas perseguiram-me durante meses. Não sabia que me iam afetar o meu ténis e a forma como jogo. Para mim não foi nada fácil fazer um reset mental e voltar a começar. Continuo com as marcas do que sucedeu. Em cada conferência de imprensa faziam-me uma ou duas perguntas sobre o Australian Open e com o que aconteceu. Mesmo que quisesse passar a página e mudar o tema, as pessoas recordavam-me", complementou.

Leia Também: Momento de tensão: Djokovic pede para irmão sair do court a meio do jogo

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Sétimo ano consecutivo Escolha do Consumidor para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download

;

Acompanhe as transmissões ao vivo da Primeira Liga, Liga Europa e Liga dos Campeões!

Obrigado por ter ativado as notificações do Desporto ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório