Meteorologia

  • 30 NOVEMBRO 2022
Tempo
14º
MIN 8º MÁX 16º

Técnico acusado de assédio reage: "Há algo de estranho aqui montado"

Miguel Afonso diz "não ser altura para prestar declarações".

Técnico acusado de assédio reage: "Há algo de estranho aqui montado"
Notícias ao Minuto

10:37 - 29/09/22 por Notícias ao Minuto

Desporto Futebol feminino

Miguel Afonso, treinador da equipa de futebol feminino do Famalicão, reagiu esta quinta-feira às acusações de assédio sexual por parte de várias jogadoras que orientou no Rio Ave na época 2020/2021.

Em declarações prestadas à CNN Portugal, o técnico disse que "há algo de estranho aqui montado", sublinhando ainda "não ser altura para prestar declarações".

O Conselho de Disciplina da Federação Portuguesa de Futebol vai abrir um processo disciplinar para investigar o caso, tal como confirmou o Desporto ao Minuto junto de fonte federativa.

Várias jogadoras da equipa sénior de futebol feminino do Rio Ave acusam o ex-técnico Miguel Afonso de assédio sexual, casos que terão ocorrido na temporada 2020-21, noticia esta quinta-feira o jornal Público.

Segundo o jornal, o técnico terá trocado mensagens íntimas com várias jovens entre os 18 e os 20 anos do plantel feminino do Rio Ave, uma situação negada pelo técnico, que acabou por sair do clube e está agora a treinar o Famalicão.

O Público escreve que as mensagens terão começado logo na pré-temporada 2020-21, com a chegada de Miguel Afonso para orientar a recém-formada equipa sénior de futebol feminino do Rio Ave.

Uma das atletas conta que partilhou a situação com os pais e que, depois de ter dado disso conhecimento ao treinador, começou a sentir-se prejudicada, acabando por não ser convocada para o primeiro jogo oficial da temporada e por ser relegada para os escalões de formação do Rio Ave.

Numa outra situação, escreve o jornal, o treinador foi confrontado pelo namorado de uma das jogadoras alvo destas mensagens, mas Miguel Afonso "disse tratar-se de uma brincadeira e pediu desculpas".

O Público diz que são "muitas as mensagens escritas e orais trocadas entre Miguel Afonso e algumas das jogadoras envolvidas" e que o treinador, contactado pelo jornal, se recusou a comentar, dizendo apenas: "Não sei onde querem chegar com isso e que tipo de conversas são essas".

O jornal refere ainda que a promoção de Miguel Afonso a um clube da primeira divisão nacional de futebol feminino "deixou surpreendidas muitas jogadoras e outros agentes desportivos" que tiveram conhecimento da situação e acrescenta que a direção do Famalicão foi informada, mas "nada fez até ao momento".

Sublinha que o presidente do Famalicão, Jorge Silva, "foi informado das situações ocorridas no Rio Ave por uma empresária de jogadores(as)".

"Foi alertado para a existência de provas sérias que não deveriam ser ignoradas ou abafadas e que agentes desportivos com os antecedentes do novo treinador dos minhotos não poderiam estar no futebol", acrescenta.

Em resposta, o dirigente terá dito já ter discutido o assunto com os responsáveis pelo futebol feminino e que a questão estaria resolvida, não pormenorizando o que foi feito.

Contactado pelo Público, Jorge Silva recusou-se igualmente a comentar, considerando que estes assuntos "não devem ser falados pelo telefone".

O Regulamento Disciplinar da Federação Portuguesa de Futebol, que entrou em vigor a 01 de julho deste ano, adota pela primeira vez punições específicas para os casos de assédio sexual no futebol, envolvendo dirigentes e jogadores.

Leia Também: CD da FPF abre processo a Miguel Afonso após acusações de assédio

Leia Também: Jogadoras do Rio Ave acusam atual técnico do Famalicão de assédio sexual

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Sexto ano consecutivo Escolha do Consumidor e Prémio Cinco Estrelas para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download

;

Acompanhe as transmissões ao vivo da Primeira Liga, Liga Europa e Liga dos Campeões!

Obrigado por ter ativado as notificações do Desporto ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório