Meteorologia

  • 30 SETEMBRO 2022
Tempo
16º
MIN 14º MÁX 23º

Sporting-Rio Ave: Em casa, não há espaço para um leão de duas caras

Os leões arrancaram a I Liga com um tropeção em Braga. Uma entrada em falso tirou dois pontos aos leões, estando na obrigação de, perante os próprios adeptos, mostrar outra versão.

Sporting-Rio Ave: Em casa, não há espaço para um leão de duas caras

O Sporting vai jogar em casa pela primeira vez nesta edição da I Liga. Os leões vão receber o Rio Ave, recém-regressado ao principal escalão do futebol português que promete ameaçar a estrutura de Rúben Amorim.

Os leões, que estão obrigado a mostrar uma versão melhorada perante os seus adeptos, arrancaram o campeonato com grande pedalada em Braga, mesmo que, no final, tenham tropeçado. Por trás do empate na Pedreira estiveram alguns erros defensivos e incapacidade de finalizar, algo que Rúben Amorim espera não ver repetidos neste jogo.

O começo do Rio também não foi positivo, tendo perdido em casa frente ao Vizela por 1-0. Contudo, o futebol apresentado e a irreverência de certos jogadores da frente, como Paulo Vítor, Leonardo Ruiz e até Guga Rodrigues, podem deixar o leão em alerta. O grande ponto a jogar contra a equipa de Vila do Conde é não ter Luís Freire no banco, uma vez que foi expulso no jogo de estreia na I Liga.

O técnico do Rio Ave não será a única baixa deste jogo. De notar, do lado do Sporting, a ausência de Paulinho, já confirmada por Rúben Amorim. Já Ugarte deverá estar recuperado de vez e pronto para ser lançado no onze inicial, provavelmente no lugar de Morita.

O Sporting-Rio Ave joga-se neste sábado, a partir das 20h30, no Estádio de Alvalade.

Treinadores em discurso direto

Rúben Amorim

Objetivo em casa: "É simples. É regressar às vitórias. Houve coisas que fizemos bem em Braga, e outras coisas que não fizemos tão bem. Para mim, foi tão óbvio, que foi muito fácil trabalhar esta semana. Estamos muito motivados. Isto é uma maratona. Agora, queremos escrever uma nova história e regressar às vitórias, pela sensação a que estamos habituados".

Consistência defensiva: "Nós somos muito consistentes. Só sofremos três golos três vezes em quase 100 jogos. Portanto, essa é a regra, e isto foi a exceção. O que procuramos é o motivo pelo qual acontecem estas coisas. Geralmente, são faltas de concentração e de agressividade, que podem acontecer em certos jogos. Como vimos no ano passado e há dois anos, perde-se poucos pontos no campeonato, pelo que temos de estar sempre no máximo. É a nossa identidade. Confio em todos os defesas. A consistência defensiva vem da equipa toda".

Alterações neste jogo: "Falhas há sempre. Os jogadores não são máquinas, têm falhas durante o jogo. O que vamos mudar é ter atenção aos pormenores. A bola nunca está parada, temos de ter atenção mesmo quando há uma falta ou um lançamento. Os jogadores sabem fazer as coisas. Aqui ou ali, não fecharam tão dentro, não avançaram quando deviam ter avançado... É normal, acontece em todos os jogos. Depois, é não fazer um grande caso disso. Vamos para o terceiro golo, e falou-se muito disso... É normal haver um contra um, têm jogadores rápidos. No cruzamento, estava toda a gente a defender bem. Talvez o Coates devesse ter pressionado um bocado mais o jogador. Falámos disso no balneário. Mostrei-lhes, do outro lado, quantas vezes o Porro teve para decidir e não conseguiu encontrar o jogador. O próprio St. Juste teve uma oportunidade para fazer isso, o Edwards também... O que mostrei que, por vezes, basta uma desconcentração, porque, olhando para a jogada toda, não consegui dizer-lhes nada de especial. Naquele momento, aquele jogador devia estar mais pressionado".

Calendário mais fácil após Braga: "O início pode ser sempre excelente. Se ganharmos já o próximo jogo e depois prepararmos o próximo para ganhar, pode ser sempre excelente. Se não for, estaremos aqui para enfrentar as coisas. Faz parte. Qualquer tipo de começo não nos assusta. Temos a nossa ideia. O que tivemos foi um empate, e o foco é perceber por que empatámos. Ganhando o próximo jogo, não temos de pensar em mais nada. Levar isto jogo a jogo. Vamos apresentar coisas melhores, que falhámos em Braga, e manter o que fizemos bem. O começo é difícil, mas nós gostamos desses começos. Sou sempre otimista, e acho que o começo vai fazer-nos bem".

Ausências: "O Bragança está lesionado, o Paulinho também se lesionou hoje e não conta. Temos de saber a gravidade da lesão. O St. Juste está a recuperar. No ano passado, teve problemas nos ombros e não fez assim tantos jogos. Perdeu a pré-época porque lesionou-se na primeira semana. Torceu um pé e não foi fácil recuperar. Precisa de tempo. Começa a entrar aos poucos na equipa, e não é fácil. Em comparação ao ano passado, por esta altura, estamos mais fortes e mais equipa. Temos caraterísticas diferentes, algo que nos faltou no ano passado, principalmente no fim. O Rochinha veio dar-nos outras opções, o Fatawu precisa de treino, mas tem caraterísticas muito boas, o Marcus está melhor e pode jogar por dentro, o Morita veio dar qualidade... Tem uma relação com a bola muito boa. O Ugarte tem mais um ano, e, se no ano passado esteve bem, este está melhor. Temos o St. Juste que tem caraterísticas diferentes. Substituiu Feddal, mandámos o Inácio mais para a esquerda. A minha convicção é que, se os jogadores se mantêm mais um ano, vão ser melhores. Mal seria se, mantendo uma base, a equipa fosse pior. Vai melhorar de ano para ano. O que temos de fazer é ganhar jogos, porque parece-me claro que somos uma equipa mais forte, mais dominadora. Agora, temos de estar mais concentrados, principalmente em momentos-chave, que não aconteceu no último jogo. Se o Seba estivesse um metro a bloquear a bola... É um pormenor de um metro. Garanto-vos que a semana tinha sido espetacular em termos de observação da equipa do Sporting. Ganhar jogos é a única maneira que há de dar a volta a isto".

Luís Freire

Evolução do Rio Ave: "Há sempre três resultados no futebol. Vamos para este jogo como para qualquer outro, sabendo que o Sporting é uma das melhores equipas da prova e candidata ao título. Da nossa parte, estamos numa etapa de sair da II Liga e começar a aumentar o nível na I Liga. Este jogo vem nessa perspetiva de nos compararmos com os melhores e querer ao máximo que a equipa seja já competitiva".

Derrota na primeira jornada: "Estivemos muito bem durante quase 60 minutos com o Vizela, mas caímos um pouco e deixámos partir o jogo para coisas que não queríamos. Queremos continuar a crescer e que as pessoas vejam que há um Rio Ave com capacidade para condicionar o Sporting e jogar a espaços e que é competitivo até ao fim. Se levarmos pontos, melhor".

Jogar contra os grandes: "Estivemos muito bem durante quase 60 minutos com o Vizela, mas caímos um pouco e deixámos partir o jogo para coisas que não queríamos. Queremos continuar a crescer e que as pessoas vejam que há um Rio Ave com capacidade para condicionar o Sporting e jogar a espaços e que é competitivo até ao fim. Se levarmos pontos, melhor".

Adversário: "O Sporting vem num processo de três anos com o Rúben Amorim, que já fez um grande trabalho e tem uma equipa muito rotinada. Empate 3-3 em Braga? Acredito que o início é apenas o início. Ninguém tenha ilusões. O Sporting, tal como nós, tem coisas que já faz muito bem e em que é muito perigoso e outras em que vai ter de crescer como todas as equipas. Além do valor coletivo, e por muito que possa ter um ponto menos forte aqui ou acolá, a individualidade pode ajudar a qualquer momento a resolver muita coisa".

Expulsão no primeiro jogo: "O treinador mais indisciplinado da I Liga sou eu [risos]. Tenho um histórico que não vai por aí e basta perceberem o meu trajeto. Disse na altura que foi uma expulsão um pouco excessiva, mas não quer dizer que não tenha de olhar para mim. Estou lá para cumprir o castigo e irei tentar ajudar ao máximo dentro destas limitações. A minha equipa técnica já trabalha comigo há 10 anos, sabe o que pretendo e está à altura do desafio".

Últimos resultados

Sporting: V-D-D-E-E

Rio Ave: V-E-D-V-D

Últimos onzes

Sporting: Adán; Inácio, Coates, Matheus Reis; Porro, Morita, Matheus Nunes, Nuno Santos; Trincão, Pedro Gonçalves, Paulinho

Rio Ave: Jhonatan; Costinha, Miguel Nóbrega, Aderllan Santos, Pedro Amaral; Vítor Gomes, Guga, Joca; Paulo Vítor, Aziz, André Pereira

Ausências

Sporting: Daniel Bragança, Paulinho (lesão)

Rio Ave: Júnio (lesão), Luís Freire (castigo)

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Sexto ano consecutivo Escolha do Consumidor e Prémio Cinco Estrelas para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download

;

Acompanhe as transmissões ao vivo da Primeira Liga, Liga Europa e Liga dos Campeões!

Obrigado por ter ativado as notificações do Desporto ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório