Meteorologia

  • 07 JULHO 2022
Tempo
22º
MIN 21º MÁX 39º

Marchesín pode dizer adeus no Jamor e deixar FC Porto com a 'dobradinha'

Aos 34 anos, o guardião só disputou oito jogos na temporada 2021/22. Os números não são satisfatórios para o próprio jogador que já admitiu olhar para uma saída com bons olhos. A reta final de contrato e a insatisfação com a condição de suplente, conjugados, poderão ditar a despedida de Marchesín depois da final no Jamor.

Marchesín pode dizer adeus no Jamor e deixar FC Porto com a 'dobradinha'

O FC Porto prepara-se para fechar a época frente ao Tondela, na final da Taça de Portugal. Depois de conquistado o título de campeão nacional, os dragões vão à luta por uma nova dobradinha. 

O último 'bis' com campeonato e Taça de Portugal conseguido pelo emblema azul e branco foi em 2019/20, a mesma época em que Marchesín chegou ao Dragão. O argentino participou ativamente nessas duas conquistas, ganhando rapidamente destaque pelas exibições que protagonizava.

Entretanto, passados três anos, Marchesín deverá dizer adeus à Invicta no final desta temporada e com a titularidade na 'prova-rainha'.

A troca de papéis com Diogo Costa

Na época de estreia, quando Casillas já não fazia parte dos planos por problemas de saúde, Marchesín assumiu o papel principal na baliza portista. Com dois anos de excelência entre os postes, o argentino chegou aos 84 jogos de dragão ao peito.

Contudo, o plano de Sérgio Conceição para esta temporada era outro. Com a entrada de vários jovens na equipa, como João Mário, Vitinha, Fábio Vieira e Francisco Conceição, a baliza acabou por sofrer igualmente uma mexida. Marchesín saltou para o banco e Diogo Costa 'roubou-lhe' a titularidade, disputando 43 jogos, tantos quantos aqueles que Marchesín disputou na época passada.

O guardião de 34 anos acabou por disputar em toda a temporada apenas oito jogos entre Liga Europa, I Liga e Taça de Portugal.

Notícias ao Minuto Marchesín perdeu espaço para Diogo Costa, que fez 43 jogos nesta temporada© Getty Images

Oposição à gestão de Sérgio Conceição

No terceiro ano de trabalho no FC Porto, Marchesín acabou por admitir que não é a favor da sua condição de suplente. O argentino ainda deixou no ar, na conquista do título nacional, que estará mais virado para um saída do que para a continuidade.

"É um ano de Mundial e obviamente dói-me muito a minha situação. Não estou habituado a isto, mas compete-me apoiar. O Diogo Costa, quando eu jogava, sempre se comportou muito bem comigo, portanto só tenho de apoiar. Estamos num grande clube e os nomes são o menos importante", disse no relvado do Dragão no dia em que o FC Porto fechou a participação na I Liga.

Notícias ao Minuto Marchesín não ficou satisfeito com a gestão de Sérgio Conceição© Global Imagens

Fim de contrato obriga a venda

O caso de Marchesín equipara-se ao de Alex Telles. O brasileiro, na época 2020/21, terminava o vínculo com o FC Porto. Sem acordo para a renovação, o clube foi obrigado a vender o jogador fora de horas e a aceitar qualquer proposta para não ficar 'de mãos a abanar'.

Com Marchesín, o mesmo acontece. O argentino termina contrato em 2023 e, não sendo titular nem tendo intenções de seguir no Dragão, 'obriga' a direção portista a vendê-lo antes do fim do contrato, ou seja, já neste verão. 

Em 2019/20, quando chegou, Marchesín tinha 31 anos e custou cerca de 7,7 milhões de euros aos cofres azuis e brancos. Nesta fase, aos 34 anos e com oito jogos disputados nesta época, os seis milhões de euros que vale no mercado significariam um bom encaixe para os dragões que, assim, evitam ter de vender outros ativos.

Caso o FC Porto não ceda a uma transferência neste verão, Marchesín pode dar o 'golpe' e, a partir de janeiro de 2023, preparar um saída a custo zero.

Notícias ao Minuto Marchesín assinou contrato com o FC Porto, em 2019/20, de quatro épocas© Getty Images

Saída com 'dobradinha' no bolso

Nos seis jogos que o FC Porto disputou nesta edição da Taça da Portugal, Marchesín foi o titular em todos. Depois de ter sido um dos principais responsáveis pelos triunfos nas meias-finais, frente ao Sporting, o argentino prepara-se para fechar a época com nova e última titularidade na 'prova-rainha'.

Dono da baliza na competição, não é esperado que Marchesín seja relegado por Sérgio Conceição no grande jogo da prova. Em caso de vitória sobre o Tondela, esta será a segunda Taça de Portugal e, como consequência, a segunda dobradinha no currículo de Marchesín.

Notícias ao Minuto Marchesín já conquistou uma Taça de Portugal, em 2019/20© Getty Images

O argentino, que está mais inclinado para uma partida para novos ares, pode fechar a passagem pelo Dragão com chave de ouro. A final da Taça de Portugal entre FC Porto e Tondela joga-se no próximo domingo, no Jamor.

Leia Também: Todos os 86 golos apontados pelo FC Porto no campeonato

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Sexto ano consecutivo Escolha do Consumidor e Prémio Cinco Estrelas para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download

;

Acompanhe as transmissões ao vivo da Primeira Liga, Liga Europa e Liga dos Campeões!

Obrigado por ter ativado as notificações do Desporto ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório