Meteorologia

  • 28 NOVEMBRO 2021
Tempo
14º
MIN 7º MÁX 14º

Edição

À quarta, o leão entrou na 'Linha': As notas do Estoril-Sporting

Campeões nacionais foram à Amoreira derrotar o Estoril e colocar ponto final numa série de três jogos sem vitórias. No entanto, dificuldades não faltaram.

À quarta, o leão entrou na 'Linha': As notas do Estoril-Sporting

Não foi fácil, mas o Sporting conseguiu colocar ponto final numa série de três jogos consecutivos sem triunfos, o último dos quais particularmente doloroso, uma vez que culminou na goleada sofrida na receção ao Ajax, por 1-5, na estreia na fase de grupos da Liga dos Campeões.

Os campeões nacionais em título deslocaram-se, este domingo, ao estádio António Coimbra da Mota, onde derrotaram o Estoril, a equipa-surpresa da nova edição do campeonato português, por 1-0, graças a uma grande penalidade concretizada por Pedro Porro a menos de meia hora para o apito final.

A equipa da Linha entrou, inclusive, melhor na partida, e só não se colocou em vantagem graças a uma 'gigante' dupla defesa de Antonio Adán, aos 15 minutos, primeiro a cabeceamento de Patrick William, e depois a remate de João Gamboa.

Os leões 'acordaram' com este lance e, aos poucos, foram 'galgando' metros no terreno. Paulinho assinou uma exibição de gala, mas viu Dani Figueira, Patrick William e até o poste 'roubar-lhe' o golo que tanto fez por merecer.

Ainda assim, o internacional português nunca virou a cara à luta, e, aos 65 minutos, foi lançado por Pablo Sarabia (que foi titular pela primeira vez desde a chegada a Portugal) e provocou o erro colossal de Dani Figueira que originou a grande penalidade que ditou o resultado final.

Com este triunfo, o Sporting passou a somar 14 pontos, o que lhe permitiu ultrapassar o Estoril (que leva 13) e 'colar-se' ao FC Porto na segunda posição da I Liga, a apenas um ponto do líder, o Benfica, que tem encontro marcado com o Boavista, esta segunda-feira.

Figura

Paulinho será sempre um paradoxo para quem liga mais a números do que ao processo propriamente dito. Apesar de não ter marcado, o avançado foi um elemento preponderante na manobra ofensiva do Sporting, recuando para ajudar a equipa a chegar a zonas mais perigosas. Atirou uma bola ao poste logo no início da segunda parte e ainda conquistou a grande penalidade concretizada por Pedro Porro que deu a vitória aos leões.

Surpresa

Contratado ao Santos na reta final do passado mercado de transferências de verão, Arthur Gomes realizou, diante dos leões, o primeiro jogo pelo Estoril, e o ‘cartão de visita’ não podia ser melhor. O avançado foi uma constante fonte de perigo, particularmente, no primeiro tempo, onde esteve na origem de várias ocasiões de golo.

Desilusão

Jogo pouco conseguido de Rúben Vinagre, que pouco fez para criar desequilíbrios na ala esquerda do ataque dos leões, especialmente se tivermos em conta aquilo que Pedro Porro fez do lado contrário do campo. Não foi, de todo, o ‘descalabro’ da passada quarta-feira, mas o ex-Famalicão já mostrou que consegue fazer bem melhor.

Treinadores

Bruno Pinheiro: Uma boa abordagem do Estoril, especialmente no que toca a anular as principais ‘armas’ do Sporting, como é o ataque à profundidade. Patrick William esteve imperial na defesa, André Franco e João Gamboa deram cartas no meio-campo e Chiquinho e Arthur protagonizaram boas arrancadas na frente. No entanto, as ‘pernas’ não chegaram para manter o rigor durante os 90 minutos.

Rúben Amorim: Impedido de procurar o jogo longo, o Sporting mostrou-se uma equipa demasiado fácil de anular, especialmente na primeira parte, onde, apesar das oportunidades de que dispôs, esteve longe de encantar. Na segunda parte, a equipa ‘acordou’ e a vitória não merece qualquer tipo de contestação.

Árbitro

Tiago Martins fez pautar a sua exibição por um critério disciplinar largo, de tal maneira que só exibiu o primeiro cartão amarelo da noite aos 84 minutos, a Nuno Santos. Pelo meio, ambas as equipas esboçaram alguns pedidos de grande penalidade, mas, analisando as imagens, fica claro que o juiz decidiu bem em todos os capítulos, incluíndo o castigo máximo que selou o resultado final.

Leia Também: Dani Figueira fez falta e Porro quebrou o nulo da marca dos 11 metros

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Quinto ano consecutivo Escolha do Consumidor para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Acompanhe as transmissões ao vivo da Primeira Liga, Liga Europa e Liga dos Campeões!

Obrigado por ter ativado as notificações do Desporto ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório