Meteorologia

  • 23 ABRIL 2021
Tempo
21º
MIN 15º MÁX 21º

Edição

Há um 'Messi' a nascer no Olival e cada vez mais decisivo no FC Porto

Filho do treinador do FC Porto tem ganho preponderância nos azuis e brancos nos últimos encontros e a titularidade na equipa principal está cada vez mais perto.

Há um 'Messi' a nascer no Olival e cada vez mais decisivo no FC Porto

Francisco Conceição precisou de pouco menos de 45 minutos na equipa principal do FC Porto para dissipar quaisquer dúvidas que pudessem existir sobre o seu valor, se é existissem ainda algumas.

O filho do treinador do FC Porto, Sérgio Conceição, há muito que era apontado no Olival, o centro de treinos dos azuis e brancos, como uma das maiores promessas da atualidade dos portistas, e já há até quem lhe chame Messi do Olival, tal é a qualidade que este jovem de apenas 18 anos e 1,70 metros apresenta.

Fruto das excelentes exibições nas camadas jovens do FC Porto, Francisco Conceição, que até há pouco mais de quatro anos vestia a camisola do eterno rival Sporting, foi promovido à equipa B dos azuis e brancos apenas com 17 anos e precisou apenas de alguns jogos para espalhar magia no escalão secundário do futebol português.

As excelentes exibições no FC Porto B, apesar do mau momento de forma vivido pela equipa antes orientada por Rui Barros e agora por António Folha, chamaram a atenção de Sérgio Conceição, pai fora de campo e treinador dentro dele. A juntar a isso, a lesão de Otávio e o castigo mais recente de Luis Diáz, 'forçaram' nova subida, que começou com alguns treinos com a equipa principal e posteriormente algumas convocatórias.

Foi com alguma surpresa que o jovem, já com 18 anos, foi chamado para o Clássico com o Benfica no início do mês de janeiro, acabando por ser suplente não utilizado. Seguiram-se ainda mais dois jogos no banco de suplentes diante de Sporting, a contar para a Taça da Liga, e Farense, antes da estreia oficial.

Foi a 13 de fevereiro que Sérgio, agora na versão treinador, decidiu lançar em campo o atleta, e filho, Francisco Conceição no sempre escaldante dérbi da Invicta diante do Boavista. O jovem não desiludiu, certamente, quem é conhecedor das suas qualidades, e precisou de pouco mais de 13 minutos em campo num Dragão vazio para desmontar o clássico com dribles estonteantes, ousadia e atrevimento na extrema direita do ataque.

E foi através dos pés do jovem que o FC Porto quase ganhou o encontro. Forçou um penálti que Sérgio Oliveira falhou e protagonizou uma abordagem pela direita que acabou no golo anulado a Evanilson devido a mão do brasileiro. Teria sido 3-2 para os azuis e brancos. O VAR, no entanto, estragou uma estreia de sonho e uma das imagens da temporada quando Sérgio Conceição, dentro da seriedade que lhe é conhecida, abraçou o filho Francisco, que mal continha as lágrimas.

A recompensa pelo bom jogo no Dragão veio dias depois, quando Francisco seria novamente lançado em campo, mas desta feita na Liga dos Campeões diante da Juventus. Rendeu Sérgio Oliveira e em minutos mostrou toda a sua qualidade na mais importante prova de clubes de futebol.

Como não há duas sem três, o jovem voltou a ser colocado em campo na última segunda-feira diante do Marítimo, em mais um cenário desfavorável para os azuis e brancos. À semelhança do que acontecera com o Boavista, Francisco foi novamente lançado para desatar o nó em que o encontro nos Barreiros e a verdade é que conseguiu-o.

Os dragões, em segundo lugar, empatavam 1-1 com o Marítimo, e estavam prestes a ver escapar ainda mais o líder Sporting quando Francisco Conceição saltou para o encontro para o resolver. Rendeu Moussa Marega aos 66 minutos e, não só conquistou a grande penalidade que deu origem ao golo da vitória, como ainda foi eleito o melhor em campo no encontro.

Sérgio sem pressão para apostar no filho

Após o encontro, pai e filho foram estiveram presentes na flash-interview, com o jovem a referir que está a "cumprir um sonho" por representar a equipa principal do FC Porto.

"Estou feliz pelo prémio, mas mais feliz ainda pela vitória da equipa. Trabalhámos muito para ganhar e este jogo e foi merecido. É um prémio diferente [relativamente ao da II Liga], estou a cumprir um sonho de jogar na equipa principal, os meus colegas estão a ajudar-me muito, estou a integrar-me muito bem e espero continuar a ajudar a equipa", disse Francisco Conceição, em declarações à SportTV.

Sérgio Conceição, por seu turno, esclareceu que "nunca foi pressionado" a apostar no filho.

"Nunca fui pressionado por ninguém para meter este ou aquele jogador, funciono muito pela minha cabeça, pela opinião dos meus adjuntos, da equipa técnica, mas quem decide no final é o Sérgio Conceição, que é quem paga também... O Francisco é um miúdo que está a começar, tem alguns minutos na I Liga, tem um trajeto para fazer, assim como muitos miúdos da equipa B aos quais estamos atentos, que a qualquer momento podem ser chamados", referiu Sérgio Conceição.

Leia Também: O segredo estava no banco: Notas do Marítimo-FC Porto

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Quinto ano consecutivo Escolha do Consumidor para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Acompanhe as transmissões ao vivo da Primeira Liga, Liga Europa e Liga dos Campeões!

Obrigado por ter ativado as notificações do Desporto ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório