Meteorologia

  • 02 MARçO 2021
Tempo
MIN 8º MÁX 18º

Edição

O segredo estava no banco: Notas do Marítimo-FC Porto

Francisco Conceição saltou do banco de suplentes para conquistar a grande penalidade que valeu o triunfo azul e branco nos Barreiros.

O segredo estava no banco: Notas do Marítimo-FC Porto

O FC Porto sofreu para vencer, na noite de domingo, o Marítimo (2-1), em jogo da 20.ª jornada da I Liga. Os dragões tinham a pressão de conquistar os três pontos para não deixarem fugir, ainda mais, o Sporting, mas apenas nos descontos conseguiram agarrar a vitória.

Depois de uma primeira parte com dois golos, um para cada lado, o empate já parecia ser o resultado final na segunda parte, não fosse Rúben Macedo derrubar Francisco Conceição na grande área.

O árbitro viu, apontou de imediato para a marca do castigo máximo e Otávio não tremeu no cara a cara com Amir.

O FC Porto venceu antes de receber o Sporting no Dragão, num Clássico que pode ser decisivo nas contas deste campeonato.

A figura

Francisco Conceição voltou a entrar em mais um jogo da equipa principal e voltou a agitar as águas. Além de ter conquistado o penálti, que Otávio transformou em golo, o jovem portista conseguiu, por diversas vezes, deixar os defesas adversários completamente desorientados.

Foi a cartada certa de Sérgio Conceição para contornar o bloco baixo insular registado na segunda parte. Continua a provar que chegou à equipa principal por mérito próprio e que pode oferecer coisas diferentes ao jogo.

A surpresa

Léo Andrade marcou o golo do Marítimo e ainda ficou à beira de bisar na segunda parte. Isto vindo de um defesa tem particular relevância, mas também no trabalho defensivo o jogador brasileiro esteve a bom nível e ajudou a anular Taremi e Marega.

Esta época já passou pelos sub-23, pela equipa B e agora parece fixar-se na equipa A com Milton Mendes.

A desilusão

Depois de marcar à Juventus, Moussa Marega assinou nova exibição pouco conseguida. O avançado maliano andou sempre longe do golo e raramente foi sinónimo de perigo para os jogadores do Marítimo.

Foi dos primeiros jogadores a ser sacrificados por Sérgio Conceição no decorrer da segunda parte.

Milton Mendes

O treinador do Marítimo teve mérito pela forma como conseguiu anular as qualidades dos diversos jogadores do FC Porto. Na segunda parte agarrou-se mais ao empate, mas a verdade é que dispôs de duas grandes oportunidades para passar para a dianteira do marcador. Acumulou a sexta derrota consecutiva no campeonato e está em último lugar.

Sérgio Conceição

Depois de uma hora de jogo em que o FC Porto parecia demasiado encaixado no adversário, Sérgio Conceição não perdeu mais tempo e foi alterando as dinâmicas da equipa com várias mexidas cirúrgicas. Fez tudo para ganhar o jogo e deu-se bem nos descontos.

Árbitro

Vítor Ferreira esteve sempre demasiado interventivo no jogo. Falta aqui, falta ali, foi deixando vários avisos aos jogadores. Na segunda parte teve mesmo que começar a mostrar cartões amarelos, mas no lance de maior importância - o penálti, claro está - decidiu bem.

Leia Também: "Sabemos que a distância para o nosso rival não pode ser mais alargada"

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Quinto ano consecutivo Escolha do Consumidor para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Acompanhe as transmissões ao vivo da Primeira Liga, Liga Europa e Liga dos Campeões!

Obrigado por ter ativado as notificações do Desporto ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório