Meteorologia

  • 29 NOVEMBRO 2021
Tempo
14º
MIN 9º MÁX 16º

Edição

Sprint de Amorim deixou Conceição no tapete: Notas do Sporting-FC Porto

Leões bateram o FC Porto por 2-1, em Leiria, e seguem para final da Taça da Liga. Golos foram todos marcados depois do minuto 70, com Jovane a bisar já na reta final depois de sair do banco.

Sprint de Amorim deixou Conceição no tapete: Notas do Sporting-FC Porto

O Sporting voltou esta terça-feira a vencer o FC Porto em partida a contar para a Taça da Liga, vencendo os dragões com um bis de Jovane.

Numa partida em que os azuis e brancos foram em grande parte do jogo a equipa a mandar na partida, o jogo só teve golos no segundo tempo.

Com uma arbitragem ao milímetro de João Pinheiro, com todos os toques e 'bocas' a transformarem-se em punição, as oportunidades do primeiro tempo repartiram-se entre uma bola ao poste do Sporting e um lance de perigo de Pote na do FC Porto.

Porém, só na reta final da partida se viram golos. Com um jogo tática e fisicamente muito exigente, Marega foi o primeiro a sorrir. Depois de serpentear pelo meio de vários jogadores do Sporting, o maliano traiu Adán com um remate inesperado... lento e em carambola.

Porém, se Jovane já estava em campo quando viu os leões a perder, foi dele, que entrou aos 78 minutos, que nasceu a reviravolta. Marcando após um livre mal aliviado e depois a passe de Pote ao cair do pano, o menino de Alcochete empurrou os leões para a final. 

Rúben Amorim, que pareceu, até na antevisão, algo diminuído pelo seu companheiro de profissão, apesar dos elogios, é certo, acabou a dar uma lição... de gestão a partir do banco.

Homem do jogo:  Jovane Cabral. Saiu do banco aos 78, viu Marega marcar aos 79, marcou aos 86 e fechou o marcador aos 90+4. Era difícil que a entrada em campo do menino de Alcochete pudesse acabar melhor. Lançado para agitar na frente de ataque, fê-lo como TT não conseguiu até deixar o relvado. Tornou-se num quebra cabeças, porque Amorim, ao pô-lo em campo, desfez por completo o trio do ataque obrigando a defesa contrária a reinventar-se. 

Surpresa: Felipe Anderson. Tem tido parcas oportunidades de mostrar serviço, e quando tem sido chamado até tem, de certa forma, ficado abaixo do esperado dado o estatuto com que chegou. Porém, ontem, frente ao Sporting, foi um dos jogadores mais mexidos em campo. Nem sempre decidiu bem, mas mostrou compromisso com a ideia tática da equipa e mesmo com missões defensivas que não seriam da sua incumbência. Nota positiva.

Desilusão: João Mário. Podíamos falar apenas do jogador do FC Porto, mas a verdade é que tanto o jogador azul e branco como o verde e branco estiveram furos abaixo do esperado. Começaram bem a partida, mas nenhum dos dois conseguiu evoluir o seu jogo durante o tempo que estiveram em campo.

Treinadores:

Rúben Amorim: Não podendo contar com Sporar e Nuno Mendes, apresentou, em grande medida, a sua equipa titular-base. Foi surpreendido, de certa forma, por algumas mudanças promovidas por Sérgio Conceição no seu onze. Conseguiu trancar o jogo quando o rival estava mais acutilante e reagiu bem após o golo sofrido. Com Jovane já em campo, soltou a frente de ataque e foi feliz. No sprint final da corrida para resolver o jogo, foi feliz com mérito. 

Sérgio Conceição: Privado de várias unidades foi forçado a mexer na equipa e até alterou de certa forma o sistema ao iniciar o jogo com três centrais. Ganhando supremacia tática nos primeiros minutos de jogo, o técnico viu novamente a sua equipa chegar ao quase, mas sem conseguir pôr a mudança final. Com as alterações feitas na reta final da partida, o seu conjunto perdeu gás, até porque aquando das saídas de Corona e Marega se deu a impressão de entre os azuis e brancos haver a sensação que o jogo estava resolvido. Foi surpreendido por Rúben Amorim e sofreu dois golos de rajada. Na flash interview (não foi a conferência de imprensa) pareceu insatisfeito com o rival, quando devia apontar o dedo para si.  

Árbitro: João Pinheiro. Se transformar qualquer contacto em falta desse bónus, o juiz do encontro entre Sporting e FC Porto teria saído com jackpot. Assinalou todos os pequenos duelos, até os do banco de suplentes. Saiu com nota positiva, sendo que apenas o lance de Palhinha, que podia ter visto o segundo amarelo ao cortar um lance com recurso ao braço, poderá gerar dúvidas.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Quinto ano consecutivo Escolha do Consumidor para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Acompanhe as transmissões ao vivo da Primeira Liga, Liga Europa e Liga dos Campeões!

Obrigado por ter ativado as notificações do Desporto ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório