Meteorologia

  • 27 NOVEMBRO 2020
Tempo
16º
MIN 9º MÁX 16º

Edição

Darwin, um 'cientista' goleador: As notas do Benfica-Belenenses SAD

Não se chama Charles Darwin, mas Darwin Núnez. Não estuda a evolução das espécies, mas começa a ser uma 'espécie' de sucesso na Luz e com faro 'evolutivo' de golo.

Darwin, um 'cientista' goleador: As notas do Benfica-Belenenses SAD

O Benfica venceu, nesta segunda-feira, o Belenenses SAD, por 2-0, num duelo relativo ao encerramento da 5.ª jornada da I Liga.

As águias não tiveram "nota artística" elevada, todavia fizeram mais do que o suficiente para saírem da Luz com os três pontos e manterem-se isolados no trono da classificação.

Um triunfo que se junta a outros quatro e torna assim o arranque de campeonato... perfeito, tão perfeito que algo assim só se viu na temporada de 1982/83, era então Sven Goran Eriksson o treinador.

Na noite desta segunda-feira, o Benfica começou por dar 'Luz' ao marcador através da cabeça de Seferovic, que elevou para quatro o número de golos na I Liga. O internacional suíço viria na etapa complementar a ser substituído por Waldschmidt.  O avançado alemão protagonizou uma segunda parte recheada de bons pormenores e ainda assistiu Darwin Núnez para o segundo golo do Benfica.

Confira agora os destaques deste Benfica-Belenenses SAD:

Figura do jogo: Darwin Núnez assinou mais uma exibição de encher o olho no Benfica. Depois do hattrick assinado na Polónia, o avançado uruguaio voltou a facturar na noite desta segunda-feira. À margem disso, ainda fez três remates enquadrados com a baliza, dois passes para finalização e sete acções com bola na área visitante, segundo dados revelados pelo portal GoalPoint.

Surpresa do jogo: Seferovic demorou apenas seis minutos para abrir a contagem na Luz. Atrevido e irreverente na etapa inicial foi um cabo das tormentas para a defesa do Belenenses SAD, que viu no internacional suíço um adversário de oposição impossível nos duelos aéreos.

Desilusão: Cassierra esteve 63 minutos em campo e pouco se ouvir falar sobre ele. O avançado dos azuis pouco ou nada fez no último terço do terreno de jogo, sendo que na única aparição à grande área do Benfica apenas fez 'cócegas' a Vlachodimos.

Treinadores

Jorge Jesus: Não foi um Benfica brilhante, mas fez o necessário para almejar os três pontos. Jorge Jesus operou três alterações face ao onze que alinhou na Polónia, diante do Lech Poznan, e tirou frutos da entrada de Seferovic no onze. O internacional suíço marcou o primeiro na Luz, para depois, na etapa complementar ser substituído por Luca Waldschmidt, que viria a fazer a assistência para o golo de Darwin. Caso para dizer, Jesus mexeu e mexeu sempre bem.

Petit: O Benfica conseguiu manietar o Belenenses SAD até à meia hora de jogo, todavia os azuis conseguiram recompor-se em campo e isso é fruto da táctica montada por Petit que ainda viu a sua equipa, com 0-1 no marcador, a tentar provocar alguns calafrios à baliza de Vlachodimos, nomeadamente na etapa complementar.

Árbitro da partida

Rui Costa teve um comportamento exímio no relvado e nem se deu pela sua presença. Impecável no critério disciplinar e muito bem apoiado pelos seus auxiliares quer no golo anulado a Varela, na etapa inicial, quer no de Darwin Núnez, nas segunda parte. Ambas as jogadas estavam feridas de 'ilegalidade' e os fora de jogo foram bem assinalados.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo quarto ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Acompanhe as transmissões ao vivo da Primeira Liga, Liga Europa e Liga dos Campeões!

Obrigado por ter ativado as notificações do Desporto ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório