Meteorologia

  • 01 OUTUBRO 2020
Tempo
17º
MIN 16º MÁX 23º

Edição

Mercado em ebulição: Os milhões já gastos e os inevitáveis rumores

Muitos foram os milhões gastos pelos clubes europeus para reforçar as equipas, tendo em vista a próxima época, e muitos foram os rumores que até agora não se confirmaram.

Mercado em ebulição: Os milhões já gastos e os inevitáveis rumores

A janela de transferências a nível internacional prometia ser mais comedida por conta da pandemia, mas a verdade é que muitos clubes não se têm coibido de gastar largos milhões de euros para reforçar os planteis para a nova temporada.

A maioria dos mercados internos irão fechar no final do mês de setembro ou princípio de outubro, porém as últimas semanas têm sido algo movimentadas no que toca a transferências, muitas delas com valores bastante elevados, tendo em conta que estamos numa altura de contenção em investimentos de maior envergadura, como presidentes de vários clubes já fizeram questão de sublinhar.

Ainda assim, os cinco campeonatos mais importantes da Europa já movimentaram qualquer coisa como 1,6 mil milhões de euros, com a Serie A a ser o campeonato mais gastador até ao momento com mais de 466 milhões de euros gastos em contratações de jogadores.

Juventus tem a transferência mais cara, Barcelona é o mais gastador

O mercado de transferências a nível internacional começou a movimentar-se em força logo no final do mês de junho com uma mudança direta entre Barcelona e Juventus. O emblema de Turim confirmou a chegada do brasileiro Arthur Melo a troco de 72 milhões de euros, a transferência mais cara registada até ao momento, e os catalães anunciaram o ingresso de Pjanic por 60 milhões de euros.

Quem também já gastou muitos milhões em transferências foi o Napoli. O emblema do sul de Itália não hesitou em pagar 70 milhões  pelo nigeriano Victor Osimhen, do Lille, que tornou o avançado no reforço mais caro da história da formação orientada por Gattuso.

Destaque também para as muitas movimentações quer em Inglaterra quer na Alemanha. Chelsea e Manchester City já gastaram mais de 70 milhões em contratações para lutar contra o Liverpool pelo título de campeão inglês na próxima temporada. Em terras alemãs, o Borussia Dortmund investiu quase 50 milhões de euros para 'roubar' a hegemonia dentro de portas ao Bayern Munique.

Todavia nenhum destes clubes chega aos pés do Barcelona, o clube que, até ao momento, gastou quase cem milhões de euros (96 milhões) nas contratações do já referido Miralem Pjanic e no ex-Sporting de Braga Francisco Trincão. Na lista de quem abriu mais os cordões à bolsa segue o Chelsea que pagou 93 milhões para garantir as chegadas de Timo Werner e Ziyech. A Juventus fecha o pódio dos mais gastadores com 82,5 milhões de euros empregues em reforços.

Sancho não vai para o United e Lautaro fica em Itália

Como qualquer mercado de transferências, o mercado deste verão tem sido marcado por muitos rumores. De Cristiano Ronaldo, na porta da saída para rumar ao Paris Saint-Germain ou para um regresso a Espanha para representar o Barcelona, a Lionel Messi, a comprar casas em Milão tendo em vista uma eventual mudança para o Internazionale, muitos têm sido os rumores que até agora não de confirmaram.

João Félix, que no ano passado foi protagonista da mais cara transferência do futebol português, já foi apontado como possível reforço de clubes ingleses como o Manchester City e o Manchester United, assim como por, exemplo, James Rodríguez, jogador que está de saída do Real Madrid e que já foi colocado no radar de diversos clubes ingleses, e até, inclusive, do Benfica.

Quem também tem sido alvo de muitos rumores é Paulo Dybala. O avançado argentino é um dos intocáveis na Juventus, porém clubes como Real Madrid e Tottenham já mostraram interesse na sua contratação, aos quais a Vecchia Signora responde com a quantia de 100 milhões para o libertar.

Gareth Bale, Thiago Alcântara, Neymar, Kylian Mbappé, Ben Chiwell, Luis Suaréz ou Gonzalo Higuaín foram também outros nomes colocados na rota de diversos clubes, mas que até agora não foram confirmados.

Não obstante a essa situação, muitos dos rumores passam a putativas transferências como nos casos das possíveis mudanças de Jadon Sancho e Lautaro Martínez. O internacional inglês esteve a um passo de rumar ao Manchester United, protagonizando possivelmente a transferência mais cara do futebol internacional, porém o extremo acabou por ficar no Borussia Dortmund e renovar contrato com os alemães.

Já o avançado argentino foi apontado durante largas semanas como possível reforço do Barcelona para ser o sucessor de Luis Suaréz, todavia os italianos mantiveram-se intransigentes nos valores exigidos para deixar sair aquela que é uma das estrelas da equipa e a mudança poderá acontecer apenas em 2021.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo quarto ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Acompanhe as transmissões ao vivo da Primeira Liga, Liga Europa e Liga dos Campeões!

Obrigado por ter ativado as notificações do Desporto ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório