Meteorologia

  • 30 SETEMBRO 2020
Tempo
21º
MIN 15º MÁX 25º

Edição

'Contingente' português luta por troféu em formato inédito

Liga Europa será decidida nas cidades de Dusseldorf, Colónia, Duisburgo e Gelsenkirchen, à semelhança do que sucederá com a Liga dos Campeões.

'Contingente' português luta por troféu em formato inédito
Notícias ao Minuto

09:04 - 08/08/20 por Lusa

Desporto Liga Europa

A fase final da Liga Europa de futebol arranca na segunda-feira, na Alemanha, com as 'cores' portuguesas bem representadas por Manchester United, Wolverhampton e Shakhtar Donetsk, três dos candidatos a erguer o troféu em 21 de agosto.

Num formato absolutamente inédito, com partidas decididas em um só jogo, em consequência da pandemia de covid-19, que suspendeu durante largos meses as provas de futebol, a Liga Europa será decidida nas cidades de Dusseldorf, Colónia, Duisburgo e Gelsenkirchen, à semelhança do que sucederá com a Liga dos Campeões, cuja 'final a oito' se vai realizar em Lisboa.

Depois de deixar para trás o LASK Linz nos 'oitavos', o Manchester United apresenta-se como um dos mais sérios concorrentes à vitória final, contando no plantel com os portugueses Diogo Dalot e Bruno Fernandes, sendo que este último emergiu como principal figura dos 'red devils', desde que deixou o Sporting, em janeiro.

Nos quartos de final, o conjunto inglês, vencedor do troféu em 2017, sob o comando de José Mourinho, terá pela frente os dinamarqueses do Copenhaga, que na fase anterior deixou pelo caminho os turcos do Basaksehir, 'carrascos' do Sporting.

O vencedor deste duelo vai defrontar nas meias-finais o vencedor do jogo que vai opor outros dois sérios candidatos: Wolverhampton, finalista em 1972, e Sevilha, recordista de troféus da prova, com cinco títulos.

Os 'wolves', que contam com uma autêntica 'armada' lusa (Rui Patrício, Rúben Vinagre, Bruno Jordão, Rúben Neves, João Moutinho, Pedro Neto, Daniel Podence e Diogo Jota), liderada pelo compatriota Nuno Espírito Santo, chegaram aos 'quartos' depois de superarem o Olympiacos, treinado por outro português, Pedro Martins.

A fase final da Liga Europa só não contará com mais um técnico luso, porque o Sevilha, no qual já não 'mora' Rony Lopes, venceu a Roma, de Paulo Fonseca, num só jogo, e 'carimbou' a presença na Alemanha.

Da mesma forma, o Inter de Milão deixou para trás o Getafe e também se apresenta com altas expectativas, não só pelo segundo posto alcançado na liga italiana, apenas um ponto atrás da campeã Juventus, mas também pela 'constelação' que Antonio Conte tem à sua disposição.

Os 'nerazzurri' vão decidir a eliminatória com o Bayer Leverkusen, equipa que eliminou o FC Porto nos 16 avos de final e que tem uma palavra a dizer nesta 'final a oito', mesmo que esteja prestes a perder o 'prodígio' Kai Havertz, que deverá rumar ao Chelsea.

No lote de potenciais candidatos há ainda espaço para o Shakhtar Donetsk, formação que assegurou o 'tetra' na Ucrânia e que é treinada pelo português Luís Castro.

Vencedores em 2009, os ucranianos, que já tinham eliminado o Benfica nos '16 avos', estão avisados para o perigo que vem de Basileia, tendo em conta que os suíços superaram o Eintracht Frankfurt com um contundente resultado agregado de 4-0 (3-0 e 1-0), nos oitavos de final.

Os quartos de final da Liga Europa jogam-se na segunda e terça-feira, enquanto as meias-finais disputam-se em 16 e 17 de agosto. A final da prova está agendada para 21 de agosto, em Colónia.

O vencedor da Liga Europa assegura automaticamente a presença na fase de grupos da Liga dos Campeões da época 2020/21.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo quarto ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Acompanhe as transmissões ao vivo da Primeira Liga, Liga Europa e Liga dos Campeões!

Obrigado por ter ativado as notificações do Desporto ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório