Meteorologia

  • 02 JUNHO 2020
Tempo
23º
MIN 18º MÁX 26º

Edição

"Quando saí senti que podia regressar ao Benfica e ainda hoje sinto"

Keaton Parks falou dos tempos em que esteve no Benfica e não descarta um eventual regresso.

"Quando saí senti que podia regressar ao Benfica e ainda hoje sinto"
Notícias ao Minuto

12:33 - 09/04/20 por Notícias Ao Minuto 

Desporto Keaton Parks

Depois de ter sido emprestado pelo Benfica ao New York City FC, Keaton Parks foi adquirido na totalidade pelo clube norte-americano. Em entrevista ao ‘Benfica Podcast’, o médio de 22 anos acredita que hoje poderia ter tido mais oportunidades no clube da Luz e deixou claro que não descarta um eventual regresso ao clube onde foi feliz.

"Penso que teria sido possível [ter mais oportunidades com Lage] muito provavelmente. Sempre tivemos uma boa relação. Ele era um grande admirador meu e eu admirava também as suas capacidades e acredito que talvez tivesse mais oportunidades. Eu e o Florentino fazíamos a dupla no meio-campo da equipa B e jogámos muito tempo sob o comando do Lage e crescemos imenso com ele. Penso que ia podia transportar-se para a equipa principal, que por outro lado estava recheada de jogadores com muita qualidade e experiência, como Pizzi, Gabriel ou até o Taarabt. Gosto de pensar que Lage é um fã meu e que as coisas podiam ter sido diferentes", começou por dizer o jovem futebolista, revelando o sentimento que teve quando deixou o Benfica.

“Senti que ainda podia regressar e ainda hoje sinto. Adoraria voltar a jogar pelo Benfica outra vez e ter mais oportunidades enquanto jogador da equipa principal, mas, ao mesmo tempo, não sabia no quê que o empréstimo podia vir a tornar-se. Estava preparado para vir cá por um ano, nada mais. Falei com o Benfica no final e eles não tinham grandes planos para o meu futuro, até porque agora têm estado muito bem com muitos jogadores a surgirem com qualidade, mas tudo bem. Foram honestos comigo e explicaram-me que seria melhor para mim se continuasse por cá, o que acabou por ser a minha decisão. Obviamente que continuo a gostar do Benfica e não existe qualquer constrangimento entre mim e o clube", acrescentou.

Ainda na mesma entrevista, Parks contou que “foi uma loucura” poder jogar com atletas como Jonas, Pizzi ou Salvio e deixou mesmo rasgados elogios ao ex-avançado brasileiro que, para si, foi o melhor jogador com quem já jogou.

“Ele sempre teve uma qualidade tremenda e pensava o jogo como ninguém. Aprendi muito com ele. Fosse através de conversas que ia tendo com ele, ou mesmo só por vê-lo jogar nos treinos. Foi espetacular", referiu.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo quarto ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Acompanhe as transmissões ao vivo da Primeira Liga, Liga Europa e Liga dos Campeões!

Obrigado por ter ativado as notificações do Desporto ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório