Meteorologia

  • 04 ABRIL 2020
Tempo
15º
MIN 11º MÁX 18º

Edição

Revista à portuguesa e cabaret alemão inspiram 'Artistas da Fome'

A peça 'Artistas da Fome', que combina influências da revista à portuguesa e do cabaret alemão, estreia-se na quarta-feira, no Teatro Helena Sá e Costa, no Porto, pela Escola Superior de Música e Artes do Espectáculo (ESMAE).

Revista à portuguesa e cabaret alemão inspiram 'Artistas da Fome'
Notícias ao Minuto

17:00 - 27/11/17 por Lusa

Cultura Porto

O espetáculo, montado a partir de textos do dramaturgo alemão Karl Valentin, é encenado por António Durães e Cláudia Marisa, tem composição e interpretação musical de João Lóio, mobiliza 60 alunos da ESMAE, reúne os departamentos de música e teatro da escola, e fica em cena até domingo.

Segundo o encenador, a escolha de textos de Karl Valentin fica a dever-se, em particular, ao facto de haver "uma componente musical" no espetáculo, "seja a inspiração do cabaret de tradição alemã ou, nesta experiência pedagógica, uma espécie de ideia de revista à portuguesa", expressão que, mesmo não sendo traduzida na sua plenitude, se demonstrou "inclusiva para as áreas de conhecimento", envolvidas na produção.

Para Durães, Karl Valentin (1882-1948), além de se tratar de um "autor de grande importância", cuja obra atravessa o século XX, "está na origem de muitas correntes, preocupações estéticas e, mesmo, de muitas personalidades artísticas: [Bertold] Brecht, com quem colaborou e de quem disse que, com ele, compreendera melhor o ofício de escrever peças de teatro; [Samuel] Beckett, que foi seu espectador e com quem disse [que] 'rira tristemente', entre tantas mais".

A produtora Inês Lemos, por seu lado, classifica o projeto como algo de "grande dimensão", com muitas pessoas envolvidas. E "juntar toda a gente é difícil, porque nem todos estão disponíveis ao mesmo tempo", acrescentou.

Para a encenadora Cláudia Marisa, 'Artistas da Fome' exige "conciliar o olhar da música com o olhar teatral", acrescentando ser um "desafio prazeroso" manter a harmonia e a conexão, entre os vários alunos envolvidos no projeto.

O espetáculo está a ser preparado há cinco semanas, envolve "bombeiros, guerra e conflitos domésticos e familiares", que são representados através de textos com um "ponto de vista irónico e sarcástico", espelhando um retrato quotidiano atual.

Maria Leonor Campos, aluna da ESMAE que faz parte do elenco de 'Artistas da Fome', classifica a peça como "desafiante", principalmente devido às linguagens técnicas diferentes.

Para a estudante, "projetar mais a voz ou contracenar com o som" foi um dos maiores desafios nas cinco semanas de ensaio, e garante que "sairia contente" do espetáculo, caso estivesse do lado do público, devido à identificação com o caráter crítico da obra.

Os bilhetes têm o preço único de quatro euros e o espetáculo realiza-se às 21:30, de quarta-feira a sábado, e às 16:00, no domingo.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo quarto ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório